PUBLICIDADE
Logo do

Náutico

Meu time

De roxo, Corinthians cai de novo no PE e reabilita Náutico

5 ago 2009 23h49
| atualizado em 6/8/2009 às 00h10
Publicidade

Na aguardada reestreia do volante Edu, o Corinthians voltou a sofrer em terras pernambucanas e conheceu nova derrota no Campeonato Brasileiro. No dia em que voltou a usar o uniforme roxo, a equipe paulista foi ao Estádio dos Aflitos e recuperou o Náutico ao ser batida pelo placar de 1 a 0, resultado que amplia o histórico de insucessos alvinegros no Recife.

» Veja fotos de Náutico x Corinthians
» Veja a classificação atualizada
» Confira a tabela e os resultados
» Receba os gols do seu time pelo celular
» Comente a vitória do Náutico

Nos últimos dez anos, o Corinthians foi à capital pernambucana em nove oportunidades e jamais saiu com os três pontos. A última vez em que triunfou sobre um rival local ocorreu no Campeonato Brasileiro de 1998, quando derrotou o Sport por 2 a 0. Entre os tropeços recentes estão a derrota na decisão da Copa do Brasil de 2008, diante do mesmo adversário, e o revés por 1 a 0 contra o mesmo Náutico na reta final da competição de 2007, ano em que seria rebaixado no Nacional.

Além disto, o resultado representa o fim da invencibilidade do terceiro uniforme, usado apenas pela quarta vez desde a sua criação. Antes, conheceu vitórias contra Fortaleza e Bahia e um empate com o Brasiliense, todas no ano passado. Desta forma, o Corinthians estaciona nos 25 pontos, cai para a sétima posição e amarga a quarta partida seguida sem vitórias (Náutico, Avaí, Santo André e Palmeiras), maior sequência da era Mano Menezes.

Já o Náutico, que iniciou a rodada na vice lanterna e não sabia o que era vencer desde o dia 24 de maio (3 a 2 sobre o Atlético-PR), chega aos 15 pontos, mas segue na zona de rebaixamento. No entanto, se o resultado não serve para escapar da área perigosa, deixa o rival Sport para trás, assume a 18º posição e fica a apenas dois pontos de deixar os últimos quatro lugares.

Nos primeiros 45 minutos de jogo, o Náutico se impôs e criou as melhores chances para abrir o placar. Com 17min de bola rolando, Juliano perdeu grande oportunidade ao receber bom passe de Gilmar e tocar por cima de Felipe, mas à esquerda da meta corintiana. Em seguida, aos 32min, o goleiro do time paulista salvou os visitantes ao defender uma cabeçada de Nilson, porém nem assim conseguiu levar a igualdade para os vestiários.

Antes de encerrar a primeira etapa, aos 41min, Gilmar fez boa jogada na área alvinegra e foi derrubado por William quando se preparava para finalizar. Na cobrança do pênalti, o atacante usou a "paradinha" e não deu chances de defesa para Felipe, garantindo a vantagem mínima aos visitantes no intervalo. Já na etapa final, o Corinthians esboçou uma pressão e criou as melhores chances, mas não soube aproveitar e caiu mais uma vez no Recife.

FICHA TÉCNICA

Náutico 1 x 0 Corinthians

Gols
Náutico: Gilmar, aos 42min do 1º tempo

Ponto Forte do Náutico
- Segurança na defesa, principalmente nas muitas tentativas de bolas aéreas do ataque corintiano

Ponto Forte do Corinthians
- Domínio da posse de bola durante quase toda a partida, mantendo o Náutico longe de sua defesa na maior parte da partida

Ponto Fraco do Náutico
- Atuação apática da equipe no segundo tempo, permitindo que o Corinthians tivesse maior posse de bola e esboçasse uma pressão nos minutos finais

Ponto Fraco do Corinthians
- Falta de criatividade no meio campo que, mesmo com a estreia discreta de Edu, não soube transformar o maior domínio em chances claras de gol

Personagem do jogo
Gilmar, que sofreu o pênalti e marcou o gol do Náutico, atingindo a artilharia do Brasileiro com nove tentos, ao lado de Diego Tardelli (Atlético-MG), Val Baiano (Barueri) e Adriano (Flamengo)

Esquema Tático do Náutico
4-4-2
Gledson; Patrick, Asprilla, Cláudio Luiz e Anderson Santana; Michel, Nilson, Derley e Juliano; Carlinhos Bala e Gilmar (Márcio Barros); técnico: Geninho

Esquema Tático do Corinthians
4-4-2
Felipe; Alessandro, Chicão, William e Bruno Bertucci; Jucilei, Edu (Boquita) e Elias; Jorge Henrique (Souza) (Marcelinho), Bill e Dentinho; técnico: Mano Menezes

Cartões Amarelos
Náutico: Juliano, Cláudio Luiz, Nilson e Derlei
Corinthians: Chicão, Jorge Henrique, William, Bill, Bruno Bertucci e Jucilei

Árbitro
Arílson Bispo da Anunciação (BA)

Local
Estádio dos Aflitos, em Recife (PE)


De pênalti, Gilmar vence goleiro Felipe e garante vitória do Náutico sobre o Corinthians nos Aflitos
De pênalti, Gilmar vence goleiro Felipe e garante vitória do Náutico sobre o Corinthians nos Aflitos
Foto: Antônio Carneiro Costa / Gazeta Press
Fonte: Terra
Publicidade