PUBLICIDADE
Logo do

Goiás

Meu time

Goiás faz quatro e deixa São Paulo distante do hepta

29 nov 2009 19h00
| atualizado às 23h14
Publicidade

Para a alegria de colorados, rubro-negros e palmeirenses, o Goiás derrotou o São Paulo por 4 a 2, de virada, no Estádio Serra Dourada, tirou o adversário da liderança e colocou fogo na última rodada do Campeonato Brasileiro. Washington marcou os dois gols são-paulinos, mas Vítor, Rithelly, Fernandão e Léo Lima fizeram para os goianos.

» Veja fotos de Goiás x São Paulo
» Vote e eleja os destaques do Campeonato Brasileiro
» Veja a classificação atualizada
» Confira a tabela e os resultados
» Comente o resultado

Com o resultado em Goiânia, o Flamengo assumiu a liderança com a vitória sobre o Corinthians e só depende de três pontos contra o Grêmio, no Maracanã, para ser campeão. O São Paulo precisará, além de vencer, torcer também para tropeço de Inter e ultrapassar o Palmeiras no saldo de gols para levar o título.

Com 62 pontos, o time tricolor caiu para quarto lugar com a mesma pontuação dos gaúchos (maior número de vitórias) e dos rivais paulistas(melhor saldo de gols). O Flamengo tem 64. O clube ainda pode perder a vaga na Libertadores para o Cruzeiro, que tem 59 e o mesmo número de vitórias. Sem ambições, o Goiás é oitavo com 54 pontos.

O São Paulo começou melhor, abriu o placar com Washington, mas levou três gols goianos (dois ainda no primeiro tempo) em jogadas realizadas pelo lado direito, nas costas de Júnio César. Washington diminuiu, mas Léo Lima em chute de longe definiu.

Na última rodada, o São Paulo enfrenta o Sport, no Morumbi, domingo, às 17h (de Brasília). O Goiás se despede no mesmo horário contra o Vitória, no Estádio Barradão.

Com maioria de torcedores nas arquibancadas no Serra Dourada, o São Paulo se sentiu em casa. Após os cinco primeiros minutos de jogo, o clube tomou conta do jogo e pressionou até abrir o marcador, aos 15min. Hernanes cobrou falta pela esquerda, Jorge Wagner desviou e Washington aproveitou o rebote de Harlei.

O São Paulo não diminuiu o ritmo e esteve perto do segundo na sequência, quando Jorge Wagner recebeu livre na direita, driblou o zagueiro na grande área, mas errou o cruzamento, que também pode ser classificado como chute torto.

Aos 21min, o Goiás chegou pela primeira vez com perigo e já saiu comemorando. Vítor recebeu pela direita, entortou Júnior César e chutou de esquerda no ângulo de Rogério Ceni. Golaço.

O gol deixou os goianos mais à vontade em campo. O jogo ficou equilibrado, mas o Goiás foi mais incisivo em suas investidas no ataque e marcou o segundo. Em troca de passes, que começou com Vítor e passou pelos pés de Iarley e Léo Lima, Rithelly invadiu a área e tocou na saída de Rogério Ceni. 2 a 1 e o fim da liderança são-paulina.

No segundo tempo, o técnico Hélio dos Anjos tentou dar mais velocidade ao time com a entrada de Júlio César, na vaga de Douglas. Coincidentemente, logo depois, aos 21min, o time esmeraldino ampliou a vantagem. Fernandão recebeu cruzamento na área e cabeceou para as redes.

Só então o técnico Ricardo Gomes teve tempo de fazer uma alteração que já estava preparando. Marlos entrou no lugar de Rodrigo, abrindo o time tricolor. E o jogo ficou emocionante. Washington cumpriu sua promessa de dar a vida em campo. Aos 25min, Hugo fez o passe para o atacante, que driblou Harlei e chutou para o gol.

Porém, apenas dois minutos depois, Léo Lima carregou a bola perto da área e soltou um chute certeiro, marcando o quarto gol do Goiás. Sem opções, o São Paulo se lançou ao ataque. Washington cobrou falta e exigiu boa defesa de Harlei. Já Jorge Wagner invadiu a área e mandou muito perto da trave.

Gomes fez mais uma alteração, colocando Oscar no lugar de Jorge Wagner. O time tricolor exerceu forte pressão, com jogadas de perigo, e até reclamou de um suposto toque de mão na área, mas não conseguiu evitar a derrota.

Goiás 4 x 2 São Paulo

Gols
Goiás: Vitor, aos 21min, e Rithelly, aos 37min do primeiro tempo. Fernandão, aos 21min, e Léo Lima, aos 27min do segundo tempo
São Paulo: Washington, aos 15min do primeiro tempo e aos 25min do segundo

Ponto Forte do Goiás

- A rapidez nos lances de ataque, com Vítor, Iarley e Léo Lima inspirados

Ponto Fraco do Goiás

- A zaga, que deu muito espaço a Washington.

Ponto Forte do São Paulo

- O oportunismo de Washington, que marcou os dois gols do time no jogo

Ponto Fraco do São Paulo
- O lado esquerdo defensivo, por onde saíram os três gols goianos

Personagem do jogo
- Iarley, que não marcou gols mas infernizou a defesa são-paulina

Lances polêmicos
- O Goiás reclama de dois pênaltis, ambos em cima de Iarley.

- O São Paulo reclama de um toque de mão de Ernando dentro da área em desarme em cima de Washington

Esquema Tático Goiás
3-5-2
Harlei; Ernando, Rafael Tolói e Leandro Euzébio; Vítor, Fernando, Rithelly (Amaral), Léo Lima e Douglas (Júlio César); Iarley e Fernandão (Romerito)
Técnico: Hélio dos Anjos

Esquema Tático São Paulo
3-5-2
Rogério Ceni; Renato Silva, André Dias e Rodrigo (Marlos); Jean, Arouca (Henrique), Hernanes, Jorge Wagner (Oscar)e Júnior César; Hugo e Washington
Técnico: Ricardo Gomes

Cartões Amarelos
Goiás: Fernando, Rithelly, Douglas e Iarley
São Paulo: Hugo

Árbitro
Heber Roberto Lopes (PR)

Estádio
Serra Dourada, em Goiânia (GO)

Com informações da agência Gazeta Press.





Fonte: Terra
Publicidade