PUBLICIDADE
Logo do

Grêmio

Meu time

Grêmio vence Barueri e fecha ano invicto no Olímpico

29 nov 2009 18h56
| atualizado às 23h30
Publicidade

Sem mais pretensões no Campeonato Brasileiro, o Grêmio conseguiu um feito simbólico neste domingo. O time gaúcho derrotou o Barueri por 4 a 2 e tornou-se o primeiro time na era dos pontos corridos a terminar a competição invicto nos jogos disputados como mandante (a última derrota no Estádio Olímpico ocorreu em 2008).

» Veja fotos de Grêmio x Barueri
» Vote e eleja os destaques do Campeonato Brasileiro
» Veja a classificação atualizada
» Confira a tabela e os resultados
» Comente o resultado

Além do feito simbólico, a vitória contra o Barueri serviu para deixar o Grêmio com 55 pontos. Já o time paulista fica com 48 pontos. No confronto desta tarde, a equipe gaúcha definiu a vitória no primeiro tempo com gols de Douglas Costa, Adílson e Souza. Val Baiano ainda marcou dois gols na etapa final e descontou para os visitantes, mas Maxi López selou o triunfo dos donos da casa.

O Grêmio fará sua última partida no Campeonato Brasileiro contra o Flamengo, no Maracanã, às 17 horas do próximo domingo. No mesmo dia e horário, o Barueri enfrentar o Atlético-PR em Presidente Prudente.

Desde o início da partida, o Grêmio deixou claro porque está invicto na temporada no Estádio Olímpico. Com apenas seis minutos de jogo, Fábio Rochemback lançou Douglas Costa, que tocou com categoria na saída do goleiro Renê.

O Barueri ainda tentou reagir de imediato, mas Val Baiano parou no travessão. Contudo, Adílson tratou de restabelecer o domínio gaúcho no estádio aos 18min. O volante recebeu pelo lado esquerdo, girou e, de fora da área, arriscou para acertar o ângulo esquerdo de Renê, que nãda pôde fazer.

Em vantagem no placar, o Grêmio apenas se cuidava na defesa e saía no contra-ataque. Em uma jogada deste tipo, aos 32min, Souza arrancou pela direita, deu dois belos dribles em Xandão e chutou rasteiro para ampliar ainda mais a folga do time gaúcho no placar.

O Grêmio voltou para o segundo tempo com Tcheco, que fez sua despedida do clube, na vaga de Maylson, mas foi o Barueri que partiu para o ataque. Aos 11min, Fábio Rochemaback derrubou Eweron na área e o árbitro marcou pênalti. Val Baiano cobrou forte no meio do gol e diminui a vantagem do time da casa.

O Grêmio tentou ampliar a vantagem novamente, mas Adílson e Tcheco, de letra, pararam nas mãos de Renê. Após desperdiçar duas boas chances, o time da casa acabou sofrendo mais um gol. Aos 34min, Thiago Humberto passou por Victor e tocou para Val Baiano empurrar para as redes.

O Barueri ainda pressionou, mas, aos 45min, Herrera cruzou para área e Maxi López decretou a vitória do Grêmio.

FICHA TÉCNICA

Grêmio 4 x 2 Barueri

Gols
Grêmio: Douglas Costa, aos 6min, Adílson, aos 18min, e Souza, aos 32min do primeiro tempo; Maxi López, aos 45min do segundo tempo

Barueri: Val Baiano, aos 12min, e aos 33min do segundo tempo

Ponto Forte do Grêmio
Inteligência para decidir a partida logo no primeiro tempo e para jogar nos contra-ataques

Ponto Forte do Barueri
Sempre ter buscado o ataque, mesmo quando estava perdendo por 3 a 0.

Ponto Fraco do Grêmio
Desatenção no segundo tempo que permitiu os dois gols do Barueri

Ponto Fraco do Barueri
Fragilidade defensiva no primeiro tempo, levando três gols

Personagem do jogo
Apesar da derrota do Barueri, Val Baiano deixou sua marca duas vezes

Esquema Tático do Grêmio
4-4-2
Victor, Mário Fernandes, Rafael Marques, Réver e Fábio Santos; Adílson, Fábio Rochemback (Herrera), Maylson (Tcheco) e Souza; Douglas Costa (Túlio) e Maxi Lopez

Esquema Tático do Barueri
3-5-2
Renê, Daniel Marques, Leandro Castan e Xandão; Eder, Ralf, Ewerton, Thiago Humberto e Márcio Hahn (Henrique Dias); Val Baiano e Flavinho (Willian)

Cartões Amarelos
Grêmio: Fábio Santos e Fábio Rochemback
Barueri: Daniel Marques, Ralf e Ewerton

Árbitro
Péricles Bassols Cortez (RJ)

Local
Estádio Olímpico, em Porto Alegre (RS)



Fonte: Terra
Publicidade