PUBLICIDADE
Logo do

Fluminense

Meu time

Na volta ao Mineirão, Fred brilha e Flu derruba Cruzeiro

1 nov 2009 20h28
| atualizado às 23h07
Publicidade

Ídolo da torcida celeste por sua passagem entre 2004 e 2005, Fred foi o responsável por interromper o bom momento do ex-clube no Campeonato Brasileiro na tarde deste domingo, dia que marcou o seu retorno ao Mineirão. Com a camisa do Fluminense, o atacante foi às redes duas vezes, comandou a virada tricolor por 3 a 2 e encerrou a arrancada do Cruzeiro de cinco vitórias seguidas, tirando também as chances do time do técnico Adílson Batista alcançar o grupo dos quatro primeiros colocados.

» Fotos de Cruzeiro x Fluminense
» Veja a classificação atualizada
» Confira a tabela completa
» Comente a vitória do Fluminense

Os gols do camisa 9 no estádio em que se acostumou a brilhar, que aliás não foram comemorados pelo atacante, em respeito ao clube que o revelou, renovam as esperanças da equipe das Laranjeiras escapar da segunda divisão em 2010. Agora com 33 pontos, salta da lanterna para a 19ª posição e fica cinco pontos atrás do Botafogo, primeiro time fora da zona de rebaixamento após 33 rodadas disputadas. Além disto, comprovam a reação da equipe no torneio, agora com seis partidas sem perder e dois triunfos seguidos.

Já na parte de cima da tabela, o Cruzeiro deixou escapar a chance de alcançar a quarta posição e deixar para trás Internacional e Flamengo. Estacionado nos 51 pontos, o time mineiro volta a ser batido após 39 dias, quando caiu no mesmo Mineirão diante do líder Palmeiras. Com isso, também se encerra o bom momento vivido entre time e torcida. Depois de um primeiro tempo arrasador, com dois gols e pênalti perdido, a virada carioca serviu para calar os fãs que lotaram as arquibancadas e algumas vaias foram ouvidas, principalmente em direção ao técnico Adílson Batista.

No entanto, o time mandante pareceu nos primeiros 45 minutos que alcançaria a sexta vitória seguida com certa facilidade. Em ritmo acelerado, o Cruzeiro foi bastante superior e criou várias chances para abrir o placar, fato que ocorreu aos 12min, quando Gilberto fez assistência para Jonathan invadir a área do Fluminense pelo lado direito e finalizar entre Fernando Henrique e a trave esquerda. O massacre celeste teve continuidade e só não foi ampliado no marcador por falha de pontaria de Wellington Paulista, que mandou para fora uma cobrança de pênalti aos 25min.

Porém, a redenção do artilheiro veio quatro minutos depois, em grande estilo. Depois de receber belo passe de Guerrón, o atacante invadiu a área, cortou a marcação de Gum e tocou no canto da meta tricolor. Antes do final da primeira etapa, o Cruzeiro ainda teve boas chances, mas esbarrou na trave em finalização de Fabrício e mostrou má pontaria em outros lances.

Já na segunda etapa, a euforia nas arquibancadas se transformou em decepção com a reação carioca. Depois de desperdiçar grandes chances de fazer o terceiro, o Cruzeiro sofreu o primeiro gol aos 9min, quando o zagueiro Gum aproveitou confusão na área adversária e balançou as redes de Fábio com um chute cruzado. Apenas três minutos após descontar, o Fluminense chegou ao empate graças ao poder de definição de Fred, que foi lançado e não deu chances de defesa com um chute certeiro.

O castigo cruzeirense se concretizou aos 25min, novamente nos pés de seu antigo ídolo. Depois de jogada individual de Maicon, que saiu da marcação, entrou na área e cruzou para trás, Fred pegou de primeira e decretou a virada, iniciando grande festa do pequeno número de torcedores tricolores presentes no Mineirão e no banco de reservas comandado pelo técnico Cuca. No entanto, o atacante mais uma vez não comemorou o gol contra seu "time de coração", como admitiu ao final da partida.

FICHA TÉCNICA

Cruzeiro 2 x 3 Fluminense

Gols
Cruzeiro: Jonathan, aos 11 min, e Wellington Paulista, aos 30min do 1º tempo
Fluminense: Gum, aos 9min, e Fred, aos 12min e aos 25min do 2º tempo

Polêmicas de arbitragem
- Pênalti marcado pelo árbitro a favor do Cruzeiro no primeiro tempo, que gerou grande insatisfação dos atletas do Fluminense. Com 23min de jogo, quando o placar apontava 1 a 0 para os mandantes, Guerrón entrou na área e caiu após disputa com Diogo, que ainda levou cartão amarelo pelo lance. Na cobrança, Wellington Paulista mandou para fora

Pontos Fortes do Cruzeiro
- Velocidade nos passes durante o primeiro tempo e eficiência nas descidas pelo lado direito, principalmente com Jonathan

Pontos Fortes do Fluminense
- Melhora da marcação na segunda etapa, reação e eficiência do atacante Fred

Pontos Fracos do Cruzeiro
- Desatenção defensiva, queda de rendimento no segundo tempo e seguidas falhas nas finalizações

Ponto Fraco do Fluminense
- Atuação apática nos primeiros 45 minutos

Personagem do jogo
Fred, do Fluminense

Esquema Tático do Cruzeiro
3-5-2
Fábio; Jonathan, Gil, Thiago Heleno (Fernandinho) e Diego Renan; Fabrício, Henrique, Marquinhos Paraná e Gilberto; Guerrón (Leandro Lima) e Wellington Paulista (Eliandro); técnico: Adílson Batista

Esquema Tático do Fluminense
4-4-2
Fernando Henrique; Mariano, Gum, Dalton e Dieguinho (Urrutia); Diogo, Diguinho (Digão), Équi González (Tartá) e Conca; Maicon e Fred; técnico: Cuca

Cartões Amarelos
Cruzeiro: Diego Renan, Thiago Heleno, Gilberto e Marquinhos Paraná
Fluminense: Diguinho, Fernando Henrique

Árbitro
Sandro Meira Ricci

Local
Estádio Mineirão, em Belo Horizonte (MG)



Fonte: Terra
Publicidade