PUBLICIDADE
Logo do

Náutico

Meu time

Náutico deixa zona do perigo; M. Carioca perde pênalti

8 ago 2009 20h24
| atualizado às 21h08
Publicidade

Sem poder jogar em casa por ter perdido o mando de campo, o Náutico recebeu o Santo André no Lacerdão, em Caruaru, pela 18º rodada do Campeonato Brasileiro. O fator "campo" não foi determinante e o Náutico não sofreu para vencer por 2 a 1.

» Veja fotos do jogo
» Veja a classificação atualizada
» Confira a tabela completa
» Receba os gols do seu time pelo celular
» Comente a vitória do Náutico

O resultado deixa o Santo André em uma posição incômoda na tabela: 15º, com 18 pontos, bem perto da zona de rebaixamento. O Náutico, com essa vitória, consegue respirar e fica momentâneamente fora da zona de descenso (o time pode ser superado neste domingo pelo Cruzeiro, que tem jogos a menos). Com os mesmos 18 pontos do Santo André, o Náutico ocupa a 16º posição na classificação geral.

A partida já começou movimentada. Com um minuto de jogo, Nunes foi derrubado na área por Asprilla e o árbitro marcou pênalti a favor do santo André. Marcelinho Carioca bateu e desperdiçou, com um chute no meio do gol, defendido facilmente por Gledson.

Depois do susto inicial, o Náutico, pressionado por estar na zina de rebaixamento na tabela, passou a agredir o adversário buscando o resultado positivo. Carlinhos Bala era o principal articulador, levando perigo com jogadas individuais, de velocidade e arrancadas vindo de trás.

O Santo André apenas se defendia e procurava explorar as bolas paradas com Marcelinho Carioca, que levava perigo à meta do Náutico principalmente nos escanteios. Aos 10min, bateu um escanteio fechado na trave. Foi o mais perto do gol que a equipe paulista chegou na primeira etapa.

O intervalo não mudou os ânimos de nenhuma das equipes. Portanto, o Náutico voltou pressionando e não demorou para abrir o marcador. Logo aos 2min do segundo tempo, Anderson Santana chutou cruzado para dentro da pequena área e Carlinhos Bala completou para o gol. Depois, correu para as câmeras e cantou "parabéns a você" para seu pai.

Com desvantagem no marcador, o Santo André procurou mudar a postura e partir para cima. Aumentou a posse de bola e tentou envolver o adversário, mas continuou parando na falta de criatividade e nas faltas do Náutico.

Com o jogo mais aberto, o Náutico passou a esperar e jogar no contra-ataque. A estratégia deu resultado aos 26min, mais uma vez com Carlinhos Bala, que recebeu lançamento em velocidade e fuzilou o goleiro Neneca.

Quando tudo já parecia acabado, o Santo André ainda teve forças para diminuir. Gustavo Nery acertou um chute forte de fora da área aos 46min, dando números finais à partida.

FICHA TÉCNICA

Náutico 2 x 0 Santo André

Gols
Náutico: Carlinhos Bala, aos 2min e aos 26min do 2º tempo

Santo André: Gustavo Nery, aos 46min do 2º tempo

Polêmicas
Marcelinho Carioca não gostou de ser substituído e não cumprimentou o técnico Alexandre Gallo

Ponto Forte do Náutico
Motivação para vencer mesmo tendo perdido o mando de campo

Ponto Forte do Santo André
Não houve

Ponto Fraco do Náutico
O zagueiro Vágner, que teve má atuação e foi expulso

Ponto Fraco do Santo André
Time apático e em decadência

Personagem do jogo
Carlinhos Bala, que marcou dois gols

Esquema Tático do Náutico
4-4-2
Gledson; Patrick, Vágner, Asprilla, Rudnei e Michel; Anderson Santana, Juliano e Carlinhos Bala; Gilmar (Galliardo) e Márcio Barros (Aílton). Técnico: Geninho

Esquema Tático do Santo André
4-4-2
Neneca; Rômulo, Vinícius, Marcel e Gustavo Nery; Fernando, Ricardo Conceição, Júnior Dutra e Marcelinho Carioca; Arthur (Elvis) e Nunes. Técnico: Alexandre Gallo

Cartões Amarelos
Náutico: Asprilla, Anderson Santana, Vágner
Santo André: Vinícius, Marcelinho Carioca, Marcel, Júnior Dutra, Ricardo Conceição, Neneca

Cartões Vermelhos
Náutico: Vágner
Árbitro
Wagner Reway (MT)

Local
Luiz José de Lacerda (Lacerdão), em Caruaru (PE)



Gledson comemora depois de defender pênalti de Marcelinho
Gledson comemora depois de defender pênalti de Marcelinho
Foto: Gazeta Press
Fonte: Terra
Publicidade