PUBLICIDADE
Logo do

Palmeiras

Meu time

Palmeiras briga entre si, perde do Grêmio e fica longe do título

18 nov 2009 23h52
| atualizado em 19/11/2009 às 01h01
Publicidade

Em dia de descontrole emocional do Palmeiras e troca de agressões entre Obina e Mauricio no intervalo, o Grêmio aproveitou a situação para comprovar mais uma vez a fama de arrasador nos jogos como mandante. De volta ao Estádio Olímpico, onde ainda não foi batido nesta temporada, o time gaúcho venceu por 2 a 0 e deixou o adversário paulista bem distante das chances de título do Campeonato Brasileiro, em situação complicada na busca por vaga na Libertadores da América e em clima instável para as duas últimas rodadas.

» Veja fotos de Grêmio x Palmeiras
» Fotos da briga de Obina e Maurício
» Dupla troca agressões no intervalo e é expulsa
» Veja a classificação atualizada
» Confira a tabela completa
» Comente o desentendimento de Maurício e Obina

Com o tropeço em Porto Alegre, a equipe do Palestra Itália estaciona nos 59 pontos e pode cair para a quarta posição ao final da 36ª rodada, dependendo dos resultados de Internacional e Atlético-MG, que se encaram no final de semana no Mineirão. Além disto, pode ver o líder São Paulo abrir seis de vantagem e ficar quatro atrás do Flamengo, que está uma posição acima. Já o Grêmio alcança os 52 e é o novo dono da oitava colocação, com vaga praticamente assegurada na Sul-Americana de 2010.

Antes do encontro nesta noite, o Grêmio já tinha atrapalhado a caminhada do Palmeiras em busca do título nacional. No primeiro turno, na capital paulista, a equipe tricolor arrancou um empate por 1 a 1 e interrompeu a sequência de três vitórias consecutivas do então líder do Brasileiro, no dia 6 de agosto. Na ocasião, o algoz palmeirense foi o argentino Maxi Lopez, assim como ocorreu nesta quarta, quando fez a jogada do primeiro gol, anotado por Rafael Marques, e deixou a sua marca no segundo tempo.

No entanto, nada foi mais destaque da partida do que a confusão entre Maurício e Obina, ainda no primeiro tempo, lance que rendeu a expulsão da dupla antes de a bola rolar na segunda etapa. Além disto, junto à suspensão automática dos dois, o técnico Muricy Ramalho não terá Pierre e Pablo Armero contra o Atlético-MG, no sábado da semana que vem, no Palestra Itália, por levaram seus terceiros cartões amarelos.

Em um primeiro tempo com poucas chances reais de gol, mas com maior posse de bola do Grêmio, os mandantes só transformaram o maior domínio em vantagem no placar no último lance antes de ir para o intervalo, aos 45min. Depois de cruzamento de Souza que veio da esquerda, Maxi Lopez dominou, passou pela marcação de Maurício e deu um leve desvio, que foi defendido por Marcos. No entanto, na sequência, Rafael Marques empurrou para as redes e deu início à discussão entre o zagueiro e Obina em seguida.

Já na volta dos vestiários, abalados com a briga dos companheiros e com a expulsão confirmada por Heber Roberto Lopes antes de bola voltar a rolar, os palmeirenses não tiveram forças para buscar o empate e estiveram entregues aos ataques do Grêmio na maior parte da partida. Assim, aos 25min, em tabela entre argentinos, Maxi Lopez recebeu de Herrera, ganhou da marcação alviverde, passou por Marcos e estufou as redes, afundando de vez o time paulista.

FICHA TÉCNICA

Grêmio 2 x 0 Palmeiras

Gols
Grêmio: Rafael Marques, aos 45min do 1º tempo, e Maxi Lopez, aos 25min do 2º tempo

Polêmicas
- Na ida para os vestiários, após o final do primeiro tempo, Maurício e Obina se desentenderam ainda no gramado. No meio da discussão, o defensor tentou dar um tapa no atacante e levou um soco como resposta, logo obrigando outros companheiros a entrarem em ação e separar os dois jogadores. Ainda revoltado, Obina deu um chute na entrada no túnel que leva aos vestiários; Já na volta para o segundo tempo, Heber Roberto Lopes tratou de expulsar a dupla;
- Também na saída do gramado, ao final dos primeiros 45 minutos, Marcos reclamou do lance do gol gremista. O goleiro disse que Maxi Lopez levantou muito o pé no lance em que driblou Maurício e pediu a marcação de uma falta

Ponto Forte do Grêmio
- Descidas pelo lado esquerdo do campo no primeiro tempo, principalmente nas investidas de Douglas Costa e Lúcio sobre Maurício e Deyvid Sacconi;
- Troca de passes com velocidade no ataque, envolvendo os meias Rochemback, Maylson e Souza com o atacante Maxi Lopez

Ponto Forte do Palmeiras
- Início de Diego Souza, mostrando boa movimentação e participação no lado esquerdo do ataque

Ponto Fraco do Grêmio
- Falta de pontaria nas finalizações, já que arriscou muitos chutes de fora da área no primeiro tempo e pouco trabalho deu ao goleiro Marcos;
- Queda de rendimento no segundo tempo, quando só administrou a vantagem e por pouco não foi surpreendido pelo Palmeiras nos primeiros lances do segundo tempo

Ponto Fraco do Palmeiras
- Descontrole emocional demonstrado por Obina e Maurício na saída do primeiro tempo, prejudicando a equipe com as expulsões

Personagem do jogo
Maxi Lopez, do Grêmio

Destaque negativo do jogo
Obina e Maurício

Esquema Tático do Grêmio
4-5-1
Marcelo Grohe; Thiego (William Magrão), Rafael Marques, Réver e Lúcio (Bruno Collaço); Adílson, Fábio Rochemback, Maylson (Herrera), Souza e Douglas Costa; Maxi Lopez; técnico: Marcelo Rospide

Esquema Tático do Palmeiras
3-5-2
Marcos; Figueroa, Maurício, Danilo e Pablo Armero; Pierre, Sandro Silva, Deyvid Sacconi e Diego Souza; Obina e Ortigoza (Magrão); técnico: Muricy Ramalho

Cartões Amarelos
Grêmio: Lúcio
Palmeiras: Pierre, Maurício e Pablo Armero

Cartões Vermelhos
Palmeiras: Maurício e Obina

Árbitro
Heber Roberto Lopes (PR)

Local
Estádio Olímpico, em Porto Alegre (RS)





Fonte: Terra
Publicidade