PUBLICIDADE
Logo do

Palmeiras

Meu time

Palmeiras sofre para empatar com Avaí e mantém vantagem

8 out 2009 22h53
| atualizado em 9/10/2009 às 08h37
Publicidade

Beneficiado pelo tropeço do São Paulo diante do Coritiba na véspera, o Palmeiras perdeu a oportunidade de abrir sete pontos de vantagem na liderança, na noite desta quinta-feira. Diante de mais de 16 mil fãs no Palestra Itália, local onde se mostrou imbatível até o momento, o time alviverde ficou em desvantagem de dois gols, mas conseguiu o empate por 2 a 2 com o Avaí nos minutos finais da partida e manteve a diferença de cinco em relação ao segundo colocado, o rival São Paulo.

» Veja fotos de Palmeiras x Avaí
» Veja a classificação atualizada
» Confira a tabela e os resultados
» Receba os gols do seu time pelo celular
» Problemas no estádio? Mande seu relato
» Comente o empate no Palestra Itália

No encerramento da 28ª rodada do torneio, o técnico Muricy Ramalho já entrou em campo como vitorioso, em busca de seu quarto título nacional consecutivo, o que pode encerrar um jejum de 15 anos do clube paulista. Na véspera, somente o Internacional, entre seus concorrentes, fez o dever de casa e levou os três pontos. Já neste domingo, outros dois deles, Goiás e Atlético-MG, também fracassaram.

Porém, a torcida que compareceu ao Palestra Itália não contava com a boa atuação dos visitantes, que por pouco não decretaram a primeira derrota palmeirense em seu estádio no torneio. Com a igualdade conquistada nos minutos finais, os líderes vão aos 54, seguidos por São Paulo (49), Internacional e Atlético-MG (ambos com 47). Enquanto isso, o Avaí ocupa a décima posição, com 39 somados.

Atrás do placar durante a maior parte da partida, o Palmeiras teve atuação abaixo do esperado, muito em conta dos diversos desfalques que teve no duelo. Sem os zagueiros Maurício Nascimento e Maurício Ramos, além do lateral Armero, o time mostrou falhas de posicionamento defensivo e dificuldade nas saídas de bola. No entanto, nenhuma ausência foi mais sentida que a de Diego Souza, convocado para a Seleção Brasileira.

Sem seu principal jogador no torneio pela terceira vez após assumir a liderança, o time mostrou falta de criatividade e mais uma vez não triunfou (antes foi derrotado por Vitória e Coritiba). Porém, a ausência será sentida por, pelo menos, mais uma vez. No feriado da próxima segunda-feira, nos Aflitos, o meia mais uma vez desfalcará a equipe, desta vez contra o Náutico, assim como farão Obina, Edmílson e Vagner Love.

No entanto, se não teve a estrela do camisa sete, o Palmeiras mais uma vez contou com o brilho de Robert, que novamente saiu do banco de reservas, assim como ocorreu no último domingo contra o Santos, na Vila Belmiro, para salvar a equipe e marcar o gol salvador aos 40min da etapa final.

Com a bola rolando, a pressão palmeirense foi bem administrada pelos catarinenses, que souberam neutralizar as principais peças ofensivas dos mandantes e criaram as melhores chances. Desta forma, não demoraram para abrir o placar, já que William usou a cabeça para desviar para as redes uma cobrança de escanteio de Marquinhos, logo aos 8min de jogo.

Mesmo após a abertura do placar, o melhor momento do Avaí foi mantido, assim como a estratégia montada pelo técnico Silas, de só sair nos contra-ataques ou bolas paradas. E foi mais uma vez neste tipo de jogada que o Avaí chegou ao segundo gol, aos 31min, quando Marquinhos bateu falta na segunda trave e achou Emerson, livre, para testar para as redes.

A resposta palmeirense e a volta da esperança veio apenas seis minutos depois, em bobeada da zaga catarinense. Depois de desvio de Marcão em cobrança de escanteio, a defesa visitante não soube afastar e deixou Vagber Love em boa situação para girar e chutar forte, sem chances de defesa para Eduardo Martini.

Já na etapa final, a pressão desordenada alviverde possibilitou diversos contra-ataques ao Avaí e seguidas chances de matar o jogo. No entanto, a má pontaria dos atacantes e os seguidos erros nos momentos decisivos acabaram custando caro, já que aos 40min, Ortigoza cruzou da esquerda e Robert entrou livre para escorar para as redes e salvar os mandantes de uma decepcionante derrota em casa.

FICHA TÉCNICA

PALMEIRAS 2 x 2 AVAÍ

Gols
PALMEIRAS: Vagner Love, aos 38 min do 1º tempo; Robert, aos 42min do 2º tempo
AVAÍ: William, aos 8min, e Emerson, aos 32min do 1º tempo

Ponto Forte do PALMEIRAS
- Poder de reação nos minutos finais, assim como ocorreu na Vila Belmiro no último domingo, contra o Santos, quando brilhou novamente a estrela de Robert

Pontos Fortes do AVAÍ
- Velocidade nos contra-ataques e atuação consistente de todos os setores no primeiro tempo

Pontos Fracos do PALMEIRAS
- Fragilidade defensiva nas bolas altas, origem dos dois gols do Avaí no primeiro tempo; - Falta de criatividade no meio campo, principalmente com a ausência de Diego Souza

Ponto Fraco do AVAÍ
- Falhas nas finalizações, principalmente no segundo tempo, quando teve as chances de selar a vitória e desperdiçaram grandes oportunidades

Personagem do jogo
Robert, que mais uma vez saiu do banco de reservas e salvou o Palmeiras

Esquema Tático do PALMEIRAS
3-5-2
Marcos; Edmilson, Danilo e Marcão; Figueroa, Jumar, Souza (Ortigoza), Cleiton Xavier e Jefferson (Willians); Obina (Robert) e Vagner Love; técnico: Muricy Ramalho

Esquema Tático do AVAÍ
3-5-2
Eduardo Martini; Rafael, Augusto e Emerson; Luís Ricardo, Marcus Winícius, Léo Gago, Marquinhos, Muriqui (Assis) e Eltinho; William (Cristian); técnico: Silas

Cartões Amarelos
PALMEIRAS: Edmilson, Danilo e Obina
AVAÍ: Eduardo Martini e Marquinhos

Cartões Vermelhos
PALMEIRAS: Vagner Love

Árbitro
Marcelo de Lima Henrique (Fifa-RJ)

Público
16.597 pagantes

Renda
R$ 705.471,24

Local
Estádio Palestra Itália, em São Paulo (SP)




Fonte: Terra
Publicidade