PUBLICIDADE
Logo do

Santos

Meu time

Reservas brilham, Santos vence e se afasta da zona de risco

7 nov 2009 20h26
| atualizado às 23h00
Publicidade

Com a ajuda do banco de reservas, o Santos venceu o Náutico na noite deste sábado, por 3 a 1, no Pacaembu, e se afastou da zona de rebaixamento do Campeonato Brasileiro - um fantasma que começava a ameaçar o time paulista. Neymar e Madson, que começaram no banco, foram os grandes nomes da partida.

» Veja mais fotos da vitória santista
» Veja a classificação atualizada
» Confira a tabela completa
» Receba os gols do seu time pelo celular
» Veja as últimas do Santos

O jogo contra os pernambucanos começou péssimo tecnicamente. No primeiro tempo, apenas dois lances de emoção. Aos 29 min, Michel deu tranco em Robson e o árbitro Wagner Tardelli marcou pênalti. Kléber Pereira bateu e fez o primeiro do time alvinegro.

Pouco depois, aos 38 min, o Náutico teve uma de suas únicas chances claras de gol na partida: Carlinho Bala cruzou da esquerda e Fernando cabeceou no alto, para incrível defesa do goleiro Felipe.

Na segunda etapa, o nível do jogo melhorou bastante. Principalmente do lado do Santos, que ganhou muita força ofensiva com as entradas de Neymar e Madson.

Logo aos 13 min, Madson, que havia acabado de entrar, fez boa jogada pela direita e rolou para trás. Neymar, na entrada da área, driblou o zagueiro e chutou no canto: 2 a 0.

Os dois continuaram infernizando a defesa do Náutico e perderam boas chances de ampliar a vantagem no placar. Kléber Pereira também teve oportunidades para marcar seu segundo gol no jogo, mas não teve sucesso.

Aos 21 min, apesar do bom momento santista, quem marcou foi o Náutico. Ferreira foi atingido por Rodrigo Mancha e o árbitro marcou outro pênalti. Aílton cobrou e descontou para o time de Recife.

A 15 minutos do final do jogo, o time do litoral paulista levou um susto: Juliano recebeu lançamento na ponta direita e cruzou rasteiro. Felipe saiu mal do gol e Ferreira chutou com o gol livre. Pará se jogou, desviou a bola e salvou o Santos do gol de empate.

Pouco depois, mais um lance de perigo. Em bola cruzada na pequena área, aos 43 min, Márcio cabeceou para o chão e Felipe fez uma defesa milagrosa.

O susto parece ter acordado o Santos, que, no lance seguinte, aproveitou o contra-ataque para dar números finais ao jogo. Neymar entrou na área em velocidade, driblou o zagueiro e chutou no cantinho: 3 a 1.

Com o resultado, o Náutico continua na zona de rebaixamento do Brasileiro, em 18º com 35 pontos. Já o Santos sobe provisoriamente para a 11ª colocação, com 45 pontos - dez a mais que o Santo André, o primeiro da zona de risco.

FICHA TÉCNICA

Santos 3 x 1 Náutico

Gols
Santos: Kléber Pereira, aos 29min do 1º tempo; Neymar, aos 13 min e 44 min do 2º tempo
Juventude: Aílton, aos 21min do 2º tempo

Polêmica de arbitragem
- Os dois pênaltis marcados foram duvidosos

Ponto Forte do Santos
- Velocidade do setor ofensivo

Ponto Forte do Náutico
- Apoio dos alas ao ataque

Ponto Fraco do Santos
- Falta de cobertura dos laterais

Pontos Fracos do Náutico
- Falhas nas finalizações e na marcação dos atacantes adversários

Personagem do jogo
Neymar, que saiu do banco e decidiu o jogo com dois gols

Esquema Tático do Santos
4-4-2
Felipe, Pará, Adaílton, Eli Sabiá e Léo; Rodrigo Mancha, Rodrigo Souto, Robson (Madson) e Paulo Henrique; Jean (Neymar) e Kléber Pereira (Felipe Azevedo)
Técnico: Vanderlei Luxemburgo

Esquema Tático do Náutico
3-5-2
Gledson, Fernando (Juliano), Anderson Santana e Márcio; Patrick, Johnny, Aílton, Irênio (Mariano Torres) e Michel; Carlinhos Bala (Ferreira) e Bruno Mineiro
Técnico: Geninho

Cartões Amarelos
Santos: Léo, Rodrigo Souto e Robson

Náutico: Anderson Santana, Márcio, Johnny, Irênio e Michel

Árbitro
Wagner Tardelli Azevedo (SC)

Local
Estádio do Pacaembu, São Paulo (SP)




Com show de Neymar, Santos bate o Náutico:
Fonte: Terra
Publicidade