PUBLICIDADE
Logo do

Coritiba

Meu time

Santos goleia Coritiba e se livra do rebaixamento

22 nov 2009 18h56
| atualizado em 23/11/2009 às 00h59
Publicidade

Depois de passar todo o Campeonato Brasileiro fazendo apresentações discretas, o Santos empolgou seu torcedor neste domingo. Jogando em casa, o time do técnico Vanderlei Luxemburgo dominou o Coritiba e conquistou uma importante vitória por 4 a 0, afastando-se definitivamente de qualquer possibilidade de rebaixamento para a Série B.

» Veja fotos de Santos x Coritiba
» Confira a tabela e os resultados
» Confira a classificação atualizada
» Veja as últimas do Santos
» Veja as últimas do Coritiba

Com uma ótima atuação de Madson e a vitória na Vila Belmiro, os santistas chegaram aos 48 pontos, abrindo seis do Fluminense, o melhor time da zona de rebaixamento na 17ª colocação. Os cariocas, com 10 vitórias na competição, ainda podem igualar as 12 vitórias dos santistas, mas se isso ocorrer quem fica atrás da equipe praiana é o Coritiba. Com 44 pontos, a equipe alviverde chegaria a 47 em caso de derrota na última rodada, justamente para o Fluminense.

No primeiro tempo, já melhor e mais perigoso, o Santos tentava chegar ao gol do Coritiba por meio das jogadas do meio de campo com Kléber Pereira. Porém, foi justamente com um meia que o time da Vila Belmiro abriu o placar: aos 23min, em cobrança de falta de Madson pela direita, a bola passou por toda a área e quicou na frente do goleiro Vanderlei antes de balançar as redes.

Três minutos depois, a tal ligação entre meias e atacantes deu, enfim, certo. Madson lançou na área para Kléber Pereira, que tirou da marcação no domínio da bola e tocou com o bico do pé para vencer Vanderlei. Era o segundo dos santistas, que praticamente não davam espaços para que o Coritiba saísse do campo de defesa para criar suas oportunidades.

Madson ainda teve a chance de fazer o terceiro nos acréscimo da primeira etapa, mas mandou para fora o passe que recebeu de Pará dentro da pequena área. O lance, entretanto, não fez falta para o time, já que a melhora do Coritiba no segundo tempo - em parte pela entrada de Thiago Gentil - não chegou a assustar.

E antes que os visitantes pudessem ameaçar o resultado, o Santos tratou de matar o jogo. Aos 19min, em nova jogada de Madson, Neymar recebeu o cruzamento rasteiro pela esquerda e apenas escorou para vencer Vanderlei, que ainda tocou na bola mas não conseguiu evitar o gol.

O próprio Neymar ainda foi derrubado na área por Jéci aos 23min, mas o goleiro Vanderlei apareceu bem mais uma vez e defendeu o pênalti cobrado por Kléber Pereira. Tranquilo, o Santos praticamente dedicou-se ao toque de bola no restante do jogo, diante de um Coritiba que não esboçava qualquer resposta.

Já no fim da partida, aos 43min, Neymar voltou a marcar - desta vez, esbanjando categoria. Após o passe de Paulo Henrique Lima em profundidade pela direita, o jovem atacante dominou na entrada da área, enganou Vanderlei com um chute no ar e tocou por cima do goleiro, dando números finais ao jogo.

FICHA TÉCNICA

Santos 4 x 0 Coritiba

Gols
Santos: Madson, aos 23min do 1º tempo; Kléber Pereira, aos 26min, e Neymar, aos 19min e aos 43min do 2º tempo

Ponto Forte do Santos
- A articulação e o entrosamento entre o meio de campo e o ataque, que fez com que o Santos dominasse as ações ofensivas ao longo do jogo

Ponto Forte do Coritiba
- O goleiro Vanderlei, que evitou uma goleada com pelo menos quatro grandes defesas ao longo do jogo

Ponto Fraco do Santos
- A falta de precisão no ataque, que poderia ter garantido uma vitória ainda mais elástica não fosse as oportunidades perdidas por Neymar no primeiro tempo

Ponto Fraco do Coritiba
- A defesa, que pouco atrapalhou as chegadas do Santos

Personagem do jogo
Madson, do Santos

Destaque negativo do jogo
Jéci, do Coritiba

Esquema Tático do Santos
4-4-2
Felipe; Pará, Adaílton, Eli Sabiá e Leo (Triguinho); Rodrigo Mancha, Rodrigo Souto, Paulo Henrique Lima e Madson (Róbson); Neymar e Kléber Pereira (Jean); técnico: Vanderlei Luxemburgo

Esquema Tático do Coritiba
4-4-2
Vanderlei; Rodrigo Heffner, Jéci, Pereira (Marcos Aurélio) e Luciano Amaral; Leandro Donizete, Jaílton, Makelele e Carlinhos Paraíba (Thiago Gentil); Marcelinho Paraíba e Rômulo (Bruno Batata); técnico: Ney Franco

Cartões Amarelos
Santos: Madson e Leo
Coritiba: Pereira, Jéci e Rodrigo Heffner

Árbitro
Ricardo Marques Ribeiro (MG)

Local
Vila Belmiro, em Santos (SP)

Fonte: Terra
Publicidade