PUBLICIDADE
Logo do

Santos

Meu time

Santos vence o Náutico com gol nos acréscimos

29 jul 2009 21h23
| atualizado em 30/7/2009 às 01h12
Publicidade

Kléber Pereira não jogava há dez dias por conta de uma lesão no joelho. Mas quem roubou a cena na vitória por 2 a 1 sobre o Náutico foram Neymar e Rodrigo Souto. Graças aos dois, em especial ao último, o Santos se livrou de voltar de Recife com um empate.

» Fotos da vitória do Santos no Recife
» ESPN: Assista ao vídeo
» Veja o termômetro dos técnicos da Série A
» Receba os gols do seu time pelo celular
» Veja a classificação atualizada
» Confira a tabela completa
» Comente o resultado do jogo

Se não fosse a cabeça de Rodrigo Souto, aos 46min do segundo tempo, após uma cobrança de escanteio, o Santos teria o gosto amargo de jogar melhor que o adversário na maior parte do tempo - apesar de não ter sido um jogo que enchesse os olhos - e voltar para casa com um empate cedido, fruto de uma bobeada do sistema defensivo.

O resultado faz o Santos subir na tabela. Ainda que temporariamente, o time de Vanderlei Luxemburo agora é o nono colocado, com 20 pontos. Um a mais que Flamengo, dois a mais que o Avaí e três a mais que o São Paulo: equipes que podem ultrapassá-lo mas que só jogam na quinta-feira. Já o Náutico, com dois meses sem vitórias, permanece na lanterna da competição.

Nem bem o relógio do jogo completou um minuto e o Santos partiu para cima do Náutico. Em jogada pela esquerda, a bola procurou Kléber Pereira que acabou errando a finalização.

O ímpeto santista, porém, ficou só nisso. Abusando dos chutes de fora da área, o Santos demorou para conseguir criar uma boa trama no gol do Náutico.

Na melhor delas, aos 24min, Kléber Pereira perdeu o gol mais feito da partida. Na entrada da área, Madson enganou a marcação e tocou de calcanhar para o artiilheiro santista na competição marcar o seu. Mas ele chutou em cima do goleiro Gledson.

Kléber Pereira, aliás, esteve longe da sua melhor noite. No segundo tempo ele perdeu mais um gol em que estava cara a cara com o goleiro do Náutico. Desta vez a bola passou por cima. Ainda na etapa final, quando o jogo estava 1 a 1 ele recebeu cruzamento na área e desequilibrado acabou cabeceando para fora do gol.

Se não contava com a pontaria de seu artilheiro, o Santos tinha a estrela de seus dois vice-artilheiros: Madson e Neymar. Este último mais uma vez saiu do banco para dar alegria à torcida.

Aos 23min do segundo tempo, Madson fez jogada pela esquerda, cruzou na pequena área e a revelação santista completou de cabeça para comemorar seu quarto gol e se igualar a Madson na artilharia santista no campeonato.

Mas o Náutico, que nas duas etapas conseguiu chegar a equilibrar o jogo, chegou ao empate. Carlinhos Bala lançou para Gilmar na área, que acabou derrubado pelo goleiro Felipe. Com direito a paradinha, Gilmar mandou no ângulo e garantiu pelo menos um ponto para o time pernambucano.

Quando tudo caminhava para um 1 a 1 nada bom para o Santos, eis que o volante Rodrigo Souto sobe para o ataque e de cabeça completa para o gol o escanteio cobrado por Madson.

FICHA TÉCNICA

Náutico 1 x 2 Santos

Gols
Santos: Neymar, aos 23min, do segundo tempo e Rodrigo Souto, aos 46min, do segundo tempo
Náutico: : Gilmar, aos 32min, do segundo tempo

Ponto Forte do Náutico
Gledson fez boa partida, principalmente evitando os gols de Kléber Pereira

Ponto Forte do Santos
Velocidade de Madson e a estrela de Neymar que mais uma vez saiu do banco para marcar.

Ponto Fraco do Náutico
Grande número de passes errados

Ponto Fraco do Santos
Santos criou boas chances de gol mas errou na hora de finalizar

Personagem do jogo
Rodrigo Souto marcou no fim do jogo e garantiu a vitória do Santos

Esquema Tático do Náutico
3-5-2
Gledson, Galliardo, Gladstone e Vagner; Anderson Santana, Nilson, Johnny (Dudu Araxá, depois Acosta), Derley e Ailton (Asprilla); Carlinhos Bala e Gilmar. Técnico: Geninho

Esquema Tático do Santos
4-4-2
Felipe, Pará, Fabão, Eli Sabiá e Léo (Luizinho); Germano, Róbson (Neymar), Rodrigo Souto e Paulo Henrique Lima (Felipe Azevedo); Madson e Kléber Pereira. Técnico: Vanderlei Luxemburgo

Cartões Amarelos
Náutico: Carlinhos Bala e Derley
Santos: Germano, Rodrigo Souto, Felipe Azevedo e Luizinho

Cartão Vermelho
Náutico: Gladstone

Árbitro
Jaílson Macedo Freitas

Local
Estádio dos Aflitos, em Recife




Rodrigo Souto marcou nos acréscimos o gol da vitória do Santos
Rodrigo Souto marcou nos acréscimos o gol da vitória do Santos
Foto: Antônio Carneiro / Futura Press
Fonte: Terra
Publicidade