PUBLICIDADE
Logo do

Coritiba

Meu time

São Paulo falha, só empata com Coritiba e pode perder 2º lugar

7 out 2009 22h57
| atualizado às 23h30
Publicidade

Com a missão de precisar vencer para dar sequência à perseguição ao líder Palmeiras, o São Paulo falhou na noite desta quarta-feira e ficou um pouco mais distante do sonho do tetracampeonato brasileiro. No Estádio do Morumbi, palco onde mantém bom retrospecto contra adversários de fora da capital paulista, o time fez uma apresentação bem abaixo do esperado e sofreu para empatar com o Coritiba, resultado que pode lhe custar o segundo lugar ao final da 28ª rodada da competição.

» Fotos de São Paulo x Coritiba
» Veja a classificação atualizada
» Confira a tabela e os resultados
» Receba os gols do seu time pelo celular
» Problemas no estádio? Mande seu relato
» Comente o empate no Morumbi

Antes da igualdade com os paranaenses, a equipe comandada pelo técnico Ricardo Gomes só não havia vencido Atlético-PR e Flamengo (empates por 2 a 2), além dos rivais paulistas Palmeiras, Santo André e Corinthians (0 a 0 e 1 a 1 nos dois últimos). Assim, chega aos 49 pontos e pode ver o time do Palestra Itália abrir sete de vantagem na ponta, além de perder a segunda colocação para o Atlético-MG, que tem um a menos e ainda encara o Botafogo nesta quinta-feira, no Engenhão.

Enquanto o São Paulo abre espaço para uma disparada palmeirense, o Coritiba parece estar recuperado do susto que passou até a metade do torneio e afasta a cada rodada o risco de rebaixamento. Apesar de ter deixado a vitória escapar no segundo tempo, após estar vencendo por 2 a 1, os paranaenses festejam o ponto conquistado na capital paulista, que os levam aos 34 na 15ª colocação, com seis acima da zona de descenso.

A partida no Morumbi começou com as defesas prevalecendo sobre os setores de criação das duas equipes. No entanto, em uma falha na saída de bola do Coritiba, o São Paulo soube aproveitar para abrir o placar. Aos 23min, Hernanes desarmou Leandro Donizete, saiu da marcação paranaense dentro da área e bateu com força para vencer o goleiro Édson Bastos.

Porém, a vantagem tricolor não durou muito e a virada veio ainda na etapa inicial, desta vez em erros da defesa mandante. Com 37min de bola rolando, a zaga deu espaços para Carlinhos Paraíba avançar e arriscar da entrada da área. O goleiro Rogério Ceni ainda deu rebote, que Renatinho aproveitou com um chute cruzado e decretou o empate no marcador. Já quatro minutos depois, foi a vez de Marcelinho Paraíba bater escanteio da direita, contar com a colaboração são-paulina e marcar gol olímpico.

Irregular na primeira etapa, o São Paulo usou um problema de lesão no intervalo para tornar a equipe mais ofensiva nos últimos 45 minutos. Com a saída de André Dias e a entrada de Oscar, o time aumentou a pressão, mas apresentou os mesmos erros de passes e finalizações. Mesmo assim, encontrou o empate aos 21min, quando o jovem que deixou a reserva fez boa jogada pela esquerda e finalizou para defesa de Edson Bastos. No rebote, o centroavante Washington, que substituiu Borges, mandou para as redes.

FICHA TÉCNICA

SÃO PAULO 2 x 2 CORITIBA

Gols
SÃO PAULO: Hernanes, aos 23min do 1º tempo, e Washington, aos 21min do 2º tempo
CORITIBA: Renatinho, aos 37min, e Marcelinho Paraíba, aos 42min do 1º tempo

Ponto Forte do SÃO PAULO
- Início de partida, quando tomou a iniciativa, anulou as principais jogadas do Coritiba e conseguiu seu gol

Pontos Fortes do CORITIBA
- Velocidade nos contra-ataques, sempre explorando os espaços deixados pelos são-paulinos, e boa marcação no meio campo

Ponto Fraco do SÃO PAULO
- Falta de criatividade para sair da marcação do Coritiba no meio campo, sem contar com o apoio pelas laterais

Ponto Fraco do CORITIBA
- Falta de objetividade nos contra-ataques e fraco poder de finalização nos momentos em que poderia matar o duelo

Personagem do jogo
Marcelinho Paraíba, que marcou um gol olímpico e puxou os principais contra-ataques no segundo tempo, se tornando a principal ameaça à zaga são-paulina

Esquema Tático do SÃO PAULO
3-5-2
Rogério Ceni; Zé Luis, André Dias (Oscar) e Rodrigo; Adrián González, Jean, Hernanes, Hugo (Marlos) e Jorge Wagner; Dagoberto e Borges (Washington); técnico: Ricardo Gomes

Esquema Tático do CORITIBA
3-5-2
Edson Bastos; Pedro Ken (Thiago Gentil), Pereira, Jeci e Luciano Amaral (Marcos Aurélio); Jaílton, Leandro Donizete, Renatinho e Carlinhos Paraíba; Marcelinho Paraíba e Ariel Nahuelpan (Bruno Batata); técnico: Ney Franco

Cartões Amarelos
SÃO PAULO: Dagoberto
CORITIBA: Jeci, Thiago Gentil e Pereira

Árbitro
Carlos Eugênio Simon (Fifa-RS)

Público
16.602 pagantes

Renda
R$ 394.910,00

Local
Estádio do Morumbi, em São Paulo (SP)




Fonte: Terra
Publicidade