PUBLICIDADE
Logo do

Avaí

Meu time

São Paulo fura retranca do Avaí e pressiona Palmeiras

12 set 2009 20h25
| atualizado às 21h22
Publicidade

O São Paulo provou mais uma vez o fato de ser um time equilibrado e com a cabeça no lugar. Neste sábado, o time superou a forte retranca do Avaí, venceu por 2 a 0 e coloca pressão no líder Palmeiras, que joga apenas no domingo contra o Vitória, em Salvador.

» Fotos de São Paulo x Avaí
» Veja o primeiro gol do São Paulo no jogo
» Veja a classificação atualizada
» Confira a tabela e os resultados
» Comente a vitória do São Paulo

O resultado deixa os comandados de Ricardo Gomes com 43 pontos, mantendo a terceira posição na competição. Já o Avaí, que chegou a ser a sensação do Campeonato Brasileiro, fica com 34 pontos e pode perder posições com o término da rodada.

Em ritmo forte e empurrado pelo bom número de torcedores que compareceu ao Morumbi, o São Paulo pressionou a saída de bola do Avaí nos primeiros minutos. Trancado na defesa, o time catarinense teve de suportar uma grande pressão inicial. Antes dos 10min, o São Paulo já poderia ter aberto o placar com Miranda, que aproveitou sobra de cobrança de escanteio e chutou de esquerda. Borges ainda tentou alcançar a bola, que passou raspando a trave.

Com o meio-campo congestionado, o Avaí começou a neutralizar a pressão ao sair um pouco mais do campo de defesa. Assim, a equipe treinada por Silas fez com que o time da casa errasse muitos passes e ficasse irritado em campo.

O "desequilíbrio" são-paulino fez o Avaí criar algumas chances. Na melhor delas, Leonardo deixou Muriqui na cara do gol. O atacante tentou encobrir Rogério Ceni, mas o goleiro mostrou tranquilidade e saiu bem da meta, evitando o gol. Do outro lado, o goleiro Eduardo Martini teve pouco trabalho, diante dos sucessivos erros do São Paulo no ataque.

No entanto, o time de Ricardo Gomes conseguiu em 35 segundos do segundo tempo aquilo que não havia feito nos 45 minutos anteriores. Em boa jogada de Júnior César, a zaga do Avaí desviou para o meio da área, Marlos ajeitou e a bola sobrou para Dagoberto, que apareceu sozinho na pequena área para abrir o placar.

A partir daí, a postura do São Paulo mudou completamente. O time passou a criar ótimas chances de gol e só não goleou o Avaí porque o goleiro Eduardo Martini fez excelentes defesas. O time catarinense chegou a assustar, em um lance que o atacante Roberto tentou encobrir Rogério Ceni, colocando o sinal de alerta no time da casa.

Porém, a torcida pôde ficar tranquila aos 39min. Após lançamento da defesa e um desvio de Washington, Dagoberto dominou pela direita e cruzou para Hugo, sozinho, marcar o gol que selou a vitória do São Paulo e manteve o time em ótimas condições na briga pelo tetracampeonato.

Ficha técnica:

Gols
São Paulo: Dagoberto, aos 35s, e Hugo, aos 39min do 2º tempo
Avaí:

Lances polêmicos
Dois gols anulados por impedimentos duvidosos. Um do Avaí, após cabeçada de Emerson, e um do São Paulo, em lance envolvendo o atacante Borges

Ponto Forte do São Paulo
Jogadas pelas laterais, principalmente por meio de Júnior César

Ponto Forte da Avaí
Forte marcação no meio-campo, que neutralizou a armação são-paulina

Ponto Fraco do São Paulo
Erros excessivos de passes no primeiro tempo

Ponto Fraco da Avaí
Falhas de marcação em jogadas dentro da área, como a que originou o gol

Personagem do jogo
Dagoberto, que fez um gol e deu passe para o outro

Esquema Tático do São Paulo
3-5-2
Rogério Ceni, Miranda, Renato Silva e Rodrigo; Jean, Arouca, Jorge Wagner, Marlos (Hugo) e Júnior César; Dagoberto (Zé Luis) e Borges (Washington).
Técnico: Ricardo Gomes

Esquema Tático do Avaí
3-6-1
Eduardo Martini, Rafael, Augusto e Emerson; Luís Ricardo (Fabinho Capixaba), Ferdinando, Léo Gago (Roberto), Marquinhos, Muriqui e Eltinho; Leonardo (Caio).
Técnico: Silas

Cartões Amarelos
São Paulo: -
Avaí: Luís Ricardo

Árbitro
Leandro Vuaden (RS)

Local
Morumbi, São Paulo (SP)





Fonte: Terra
Publicidade