PUBLICIDADE
Logo do

Avaí

Meu time

William ofusca Ronaldo e coloca Avaí na briga pela Libertadores

15 nov 2009 18h57
| atualizado às 19h10
Publicidade

A festa era para o atacante Ronaldo, mas foi outro camisa 9 quem roubou a cena no Estádio da Ressacada. Graças a dois gols de William, o Avaí venceu o Corinthians por 3 a 1 e agora, nas palavras de seu técnico Silas, começa a ver uma vaga para a Libertadores em 2010 como algo mais possível.

» Fotos da vitória do Avaí
» Veja a classificação atualizada
» Confira a tabela completa
» Receba os gols do seu time pelo celular
» Problemas no estádio? Mande seu relato
» Compre e venda ações dos times da Série A no Futex
» Comente o resultado do jogo

Ronaldo teve recepção calorosa em Florianópolis. Nada do que ele já não tivesse acostumado. Antes de a partida começar, ele e o meia Marquinhos, do Avaí, foram homenageados na calçada da fama do estádio. Foi lá que Ronaldo, vestindo a sete, marcou seu primeiro gol com a Seleção Brasileira.

Mas neste domingo, ele não teve muito o que comemorar e viu o camisa 9 do time adversário ser mais eficiente. Graças a um pênalti duvidoso de Balbuena em William logo aos 10min de jogo, o atacante marcou o seu primeiro. Felipe até pulou no canto certo, mas não conseguiu pegar a cobrança.

O troco do Corinthians foi rápido, em menos de dois minutos, Marquinhos desviou para o próprio gol cobrança de escanteio de Defederico.

Apesar do tento, o Corinthians não se animou e tomou o segundo gol de William no jogo. Em nova falha do setor defensivo, Caio ganhou uma dividida e deu passe para William, livre, jogar no contrapé de Felipe.

Ronaldo saiu de campo para o intervalo tentando dar uma esperança para o torcedor corintiano que viu Balbuena ser expulso no fim do primeiro tempo por uma entrada dura no meio-campo.

Mas o panorama não mudou. Destaque apenas nas bolas paradas (cobrou faltas e até escanteio), Ronaldo viu o Avaí sufocar e ficar muito mais perto do terceiro gol do que o Corinthians chegar ao empate. E foi o que acabou ocorrendo aos 24min do segundo tempo, com Léo Gago passando por três corintianos e chutando cruzado.

Com o resultado, o Avaí chega aos 53 pontos, a três do G-4, ocupando a sétima colocação. Já o Corinthians, sem qualquer chance matemática de título desde que entrou na Ressacada ou perigo de rebaixamento, volta para São Paulo n a nona colocação, com 49 pontos, e a primeira derrota em confrontos com o Avaí (até então eram duas vitórias e dois empates).

FICHA TÉCNICA

Avaí 3 x 1 Corinthians

Gols
Avaí: William, aos 12min e aos 28min do primeiro tempo e Léo Gago, aos 24min do segundo tempo
Corinthians: Marquinhos (contra), aos 14min do primeiro tempo

Ponto Forte do Avaí
Forte marcação no meio-campo e com um a mais pressionou o Corinthians até chegar ao terceiro gol

Ponto Forte do Corinthians
Não houve

Ponto Fraco do Avaí
Fez uma boa partida, mas se tivesse um pouco mais de capricho poderia ter goleado o Corinthians

Ponto Fraco do Corinthians
Muitos erros de passe e pouca criatividade ofensiva

Personagem do jogo
William, fez dois gols, roubou a festa de Ronaldo e ainda saiu aplaudido pela torcida

Lance polêmico
Aos 10min do primeiro tempo, Caio arranca pela direita, dribla Paulo André e toca para o meio da área. William se joga em lance com Balbuena e o árbitro marca penalidade.

Esquema Tático do Avaí
3-5-2
Eduardo Martini; Augusto, Rafael e Emerson; Luis Ricardo, Ferdinando, Léo Gago, Marquinhos e Eltinho (Uendel); Caio (Muriqui) e William (Cristian). Técnico: Silas

Esquema Tático do Corinthians
4-4-2
Felipe; Balbuena, Chicão, Paulo André e Diego (Dodô); Edu, Elias, Boquita e Defederico (Edno), Ronaldo e Dentinho (Bill). Técnico: Mano Menezes

Cartões Amarelos
Avaí: Emerson, William e Ferdinando
Corinthians: Elias, Defederico e Paulo André

Cartão Vermelho
Corinthians: Balbuena

Árbitro
Francisco de Assis Almeida Filho (CE)

Local
Estádio da Ressacada



William comemora um de seus dois gols na vitória do Avaí sobre o Corinthians
William comemora um de seus dois gols na vitória do Avaí sobre o Corinthians
Foto: Giuliano Gomes / Gazeta Press
Fonte: Terra
Publicidade