4 eventos ao vivo

Colombianos lamentam gols perdidos e despedida precoce do Mundial

14 dez 2016
11h09
atualizado às 11h09
  • separator
  • 0
  • comentários

O sentimento de decepção reinou nos jogadores do colombiano Atlético Nacional após a derrota por 3 a 0 para o Kashima Antlers, do Japão, pelas semifinais do Mundial de Clubes, disputado no país asiático. Na avaliação do técnico Reinaldo Rueda e do atacante Miguel Borja, faltou capricho na hora de concluir a gol.

"Encontramos um rival que nos marcou muito bem e, no final, perdemos o norte e acabamos com esse resultado. Criamos chances claras, tivemos uma bola na trave e outras situações. Acredito que faltou tranquilidade durante a partida", afirmou o treinador colombiano, apontando os erros de sua equipe.

"Deixamos muitos espaços livres e, como eles são muito eficientes, tiveram as oportunidades de concretizar os gols", analisou, lamentando o revés inesperado e a despedida precoce da competição. "Não alcançamos nosso objetivo e isso produz muita tristeza", acrescentou.

Um dos principais destaques do Nacional na campanha do título da Copa Libertadores da América, Borja teve o mesmo diagnóstico de seu comandante. "Penso que faltou um pouco de concentração na hora de definir, mas temos que deixar isso para trás", avaliou o atacante, que atribui a derrota ao desempenho de sua equipe.

"Nós somos os responsáveis pelo o que aconteceu, somente nós. Agora é tratar de levantar a cabeça, pensar no ano que vem, e saber que o futebol não acaba aqui", concluiu.

Com a surpreendente vitória, o atual campeão japonês Kashima Antlers enfrentará na decisão o vencedor do confronto entre o espanhol Real Madrid e o mexicano América, que se enfrentam na manhã desta quinta-feira, em Yokohama.

Gazeta Esportiva Gazeta Esportiva
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade