PUBLICIDADE

Fifa suspende federação nigeriana de futebol por ingerência estatal

9 jul 2014 15h56
| atualizado às 16h57
Publicidade

O Comitê de Urgência da Fifa decidiu nesta quarta-feira suspender a federação de futebol da Nigéria (NFF) com efeito imediato por ingerências governamentais, informou a entidade em comunicado no qual destacou que as seleções ou clubes do país não poderão participar de partidas internacionais enquanto a medida estiver em vigor.

A sanção foi precedida por uma carta enviada pela Fifa à NFF no último dia 4, na qual expressava sua profunda preocupação após o processo judicial iniciado contra a federação futebolística local e a posterior ordem judicial do Alto Tribunal da República Federal da Nigéria que impedia o presidente, os membros comitê executivo e o congresso da NFF de administrarem o futebol nigeriano.

Esta ordem judicial obrigava também o ministro dos Esportes da Nigéria a designar um representante civil do Estado para assumir a entidade até que ocorresse a audiência judicial correspondente, sem que sua data tivesse sido marcada.

As autoridades nigerianas nomearam uma pessoa que convocou uma assembleia geral extraordinária para 5 de julho, o que transgride o estipulado nos estatutos da NFF, segundo a Fifa.

"A suspensão será revogada assim que cessarem as ações judiciais e o comitê executivo devidamente eleito, a assembleia geral e a administração da NFF estiverem com disposição de trabalhar sem ingerências externas", anunciou a Fifa.

Desta forma, nenhuma das seleções nacionais ou clubes da Nigéria poderão participar de torneios ou partidas internacionais.

Caso a suspensão não seja revogada antes de 15 de julho, o efeito imediato será a exclusão da Nigéria do Mundial sub-20 feminino, que será disputado de 5 a 24 de agosto.

EFE   
Publicidade