PUBLICIDADE

Jogador marfinense se emociona com morte do pai e chora durante hino

19 jun 2014 16h59
Publicidade

O volante marfinense Die Serey jogou nesta quinta-feira com sua seleção diante da Colômbia, em partida válida pela segunda rodada do Grupo C da Copa do Mundo, apesar de ser avisado sobre a morte de seu pai duas horas antes do início do confronto.

Esse fator, segundo disse o treinador francês de Costa do Marfim, Sabri Lamouchi, não pesou no desempenho de sua equipe e nem determinou a vitória da Colômbia por 2 a 1.

No entanto, toda a equipe se emocionou, sobretudo no momento do hino nacional da Costa do Marfim, quando Serey não segurou o choro e mostrou estar bastante emocionado.

O jogador foi consolado por seus companheiros, que também se despediram do jogador com aplausos quando ele foi substituído por Mathis Bolly.

Segundo o treinador Laomuchi, Serey teve "um exemplo de integridade" e de "entrega", mas a notável comoção do jogador não influenciou no ânimo de seus companheiros.

EFE   
Publicidade