Seleções

México tenta título inédito

Com dois vice-campeonatos (1993 e 2001), a seleção do México chega à Venezuela com um elenco experiente em busca de um título inédito. A equipe, que foi eliminada da última Copa do Mundo nas oitavas-de-final, pela Argentina, vem apresentando um bom futebol sob o comando do ex-jogador Hugo Sánchez.

Os atacantes Blanco e Bautista, os meio-campistas Guardado e Alberto Medina e o defensor Rafael Márquez são alguns dos responsáveis diretos pelo bom futebol apresentado pela equipe mexicana nesta temporada.

A equipe tem por tradição jogar no ataque e, por isso, complicou a vida de equipes tradicionais ao longo das Copas Américas já disputadas (seis no total), como Brasil (2001) e Argentina (2004).

Técnico
Hugo Sánchez
O ex-jogador Hugo Sánchez assumiu a seleção mexicana em novembro de 2006, em substituição ao argentino Ricardo Lavolpe. O ex-treinador do Pumas e Necaxa nunca escondeu a vontade de comandar a equipe nacional, tanto que criticava constantemente o estilo de jogo da equipe antes de assumi-la.
Destaque
Rafa Márquez
O zagueiro do Barcelona é um dos destaques da seleção mexicana. Seguro e dono da braçadeira de capitão, ele comanda a equipe nacional dentro das quatro linhas. Com passe preciso e habilidade, ele também pode jogar como primeiro volante. Ele conta com a confiança do técnico para se destacar na Venezuela.
Dados do país
Superfície 1.972.550 km²
População 100.349.766 habitantes
Idioma Espanhol
Religião predominante Católica
Moeda oficial Peso
Federação Federación Mexicana de Fútbol
Fundação 1927
Website www.femexfut.org.mx
Principais clubes Cruz Azul, Guadalajara, Atlas, Monterrey, Toluca, Santos Laguna, Morelia, Necaxa, Atlante, América, Tecos, Tigres, Pachuca e Pumas
Copa América 6 participações