Seleções

De volta pela experiência

Depois de 12 anos de ausência, os Estados Unidos voltam a disputar a Copa América em busca de experiência. Na última aparição, em 1995, os norte-americanos causaram boa impressão e ficaram com o quarto lugar após eliminarem Argentina e México.

Porém, desde o fim da "melhor seleção norte-americana da história", os EUA sofrem com a irregularidade, alternando campanhas pífias nas Copas do Mundo de 1998 e 2006 e um quinto lugar inédito no Mundial de 2002.

Sob comando de Bob Bradley desde a saída de Bruce Arena, no final de 2006, os Estados Unidos contam com uma seleção jovem, nas quais se destacam jogadores como Dempsey Conrad e Johnson. Eles participaram da Copa do Mundo da Alemanha e esperam colocar o aprendizado em campo na Venezuela.

Técnico
Bob Bradley
Bob Bradley assumiu a seleção norte-americana impulsionado pelos bons trabalhos realizados na Major League Soccer, liga profissional dos EUA. No comando de Chicago Fire, MetroStars e Chivas, o treinador conquistou nove campeonatos. Até ser promovido, Bradley era assistente do então técnico dos Estados Unidos, Bruce Arena.
Destaque
Kasey Keller
Um dos jogadores mais experientes do elenco norte-americano, Kasey Keller é o único atleta veterano convocado pelo técnico Bob Bradley para a Copa América. O goleiro, atualmente defendendo o Borussia Mönchengladbach, da Alemanha, já disputou quatro Mundiais (1990, na Itália; 1998, na França; 2002, na Coréia do Sul e no Japão; e 2006, na Alemanha).
Dados do país
Superfície 9.629.091 km²
População 275.600.000 habitantes
Idioma Inglês
Religião predominante Protestante
Moeda oficial Dólar
Federação United States Soccer Federation
Fundação 1913
Website www.ussoccer.com
Principais clubes Chicago Fire, Los Angeles Galaxy, San Jose Earthquakes, New York MetroStars, Dallas Burn, Kansas City Wizards, D.C. United e New England Revolution
Copa América 2 participações