0

Corinthians despacha o Inter da Copinha e faz revanche contra o Fla

16 jan 2017
22h02
atualizado em 17/1/2017 às 07h35
  • separator
  • comentários

Nos últimos dez anos, a rivalidade entre Corinthians e Internacional cresceu e acabou eternizando a polêmica história sobre o DVD. E nesta segunda-feira, as duas equipes escreveram mais um capítulo desse 'filme'. Melhor para o Corinthians, que acabou sendo o protagonista do confronto válido pelas oitavas de final da Copa São Paulo de Futebol Júnior. Sob forte chuva em Barueri, o Timãozinho passeou em cima do Colorado e garantiu sua classificação com uma vitória por 3 a 1. Ao Inter restou sair de cena e voltar para o Sul depois de cinco vitórias e apenas um derrota, essa justamente no duelo com os paulistas.

Na quinta-feira, às 19h30, os comandados de Osmar Loss voltam a campo para brigar por uma vaga na semifinal da Copinha. Dessa vez clássico será contra o Flamengo, e de novo na Arena Barueri, que promete receber um grande público graças as duas maiores torcidas do Brasil. Vale lembrar que Corinthians e Flamengo fizeram a finalíssima de 2016 e os rubro-negros acabaram com o título após a disputa nos pênaltis, em pleno Pacaembu.

E para conseguir chegar à revanche com os cariocas, a equipe do Parque São Jorge não encontrou muitos obstáculos. Talvez a chuva, que castigou o gramado, tenha dado mais trabalho aos corinthianos do que o adversário. Preocupado em se defender e tornar o ritmo do jogo mais lento, o Internacional de Porto Alegre acabou se furtando de buscar a vitória e não aguentou a pressão por muito tempo.

O primeiro a balançar as redes ainda não havia marcado nesta edição da Copa São Paulo de Futebol Júnior, mas 'estreou' em grande estilo. Jogada ensaiada em cobrança de escanteio. Pedrinho lançou para a entrada da área e Fabricio Oya mostrou todo seu potencial ao dominar, limpar o marcador e mandar na gaveta. A bola ainda tocou o travessão antes de balançar as redes. Um golaço.

O segundo gol não teve a mesma plástica, mas foi fruto da perseverança de Pedrinho, que acreditou em um lance improvável dentro da área e, mesmo desequilibrado, ampliou. O Inter se enervou e perdeu o controle até mesmo as suas ações. Isso ficou evidenciado quando o volante Marcelo acabou escorregando na frente de Carlinhos com a bola dominada. O camisa 9 não perdoou e alcançou a artilharia da Copinha com nove gols.

Intervalo e a sensação de jogo definido. Tanto que o técnico Osmar Loss decidiu sacar Fabricio Oya para não correr risco de perder seu armador para as quartas de final, já que o garoto começou a partida pendurado. O problema é que Loss manteve Renan Areias e Carlinhos no jogo. A dupla acabou advertida com cartões amarelos e não vai enfrentar o Flamengo. Desfalques sérios e sentidos pelos alvinegros.

Fora isso, o segundo tempo serviu apenas para os torcedores do Corinthians fazerem sua festa e gozarem dos rivais. Marquinhos ainda acertou a trave e por pouco não fez o quarto gol do Corinthians, enquanto Thiago salvou em cima da linha o que seria o primeiro gol dos Colorados.

Com a expulsão de Junio aos 22 minutos, a situação ficou ainda mais cômoda. Nem mesmo o gol de Val, em cobrança de pênalti, mudou o panorama da partida. Sob gritos de "eliminado" e "ão, ão, ão, Segunda Divisão", os gaúchos, tetracampeões, tiveram que se despedir da Copinha após o apito final, enquanto os alvinegros comemoram mais uma classificação tranquila e a chance de buscar a décima taça do torneio para o clube, maior vencedor da história da Copa São Paulo de Futebol Júnior.

Gazeta Esportiva Gazeta Esportiva
  • separator
  • comentários
publicidade