1 evento ao vivo

Corinthians faz 3 a 2 no Mirassol e já tem a melhor campanha do Paulista

25 fev 2017
21h22
atualizado às 21h22
  • separator
  • comentários

Antes apontado pelos críticos como a quarta força do futebol paulista em 2017, o Corinthians agora já é o dono da melhor campanha do Estadual. Neste sábado de Carnaval, empolgado pela recente vitória sobre o Palmeiras, a equipe comandada por Fábio Carille superou os desfalques e ganhou também do Mirassol, por 3 a 2, para alcançar o feito fora de casa.

O triunfo teve até uma virada. O Mirassol abriu o placar com um belo gol de Zé Roberto, driblando Pablo e chutando de fora da área aos 28 minutos. Ainda no primeiro tempo, o próprio zagueiro corintiano aproveitou uma falta cobrada por Guilherme Arana para empatar, e Maycon anotou o segundo após uma bicicleta torta de Kazim. Na etapa final, Xuxa balançou a rede em bola parada, e Pedro Henrique garantiu a vitória alvinegra com uma cabeçada.

Com os três gols e outros três pontos, o Corinthians passou a somar 12 na liderança do grupo A do Campeonato Paulista. O Mirassol, que vinha de quatro vitórias e um empate na competição, conheceu a sua primeira derrota, porém ainda está na ponta da chave D (a mesma do Santos), totalizando 13.

Agora tranquilo no Estadual, o Corinthians voltará a se preocupar com a Copa do Brasil. O jogo contra o Brusque, outra vez longe de Itaquera, válido pela segunda rodada, será na noite de quarta-feira. Existe a expectativa de que Carille promova a reestreia de Jadson em Santa Catarina.

Pelo Paulista, o Corinthians disputará clássico contra o Santos no sábado de 4 de março, em sua arena na Zona Leste de São Paulo. Um dia antes, o Mirassol buscará a sua reabilitação contra o Botafogo-SP, em Ribeirão Preto.

O jogo - Mesmo com uma série de desfalques e sem a presença de um armador de origem em campo, o Corinthians dominou as ações nos primeiros minutos de partida em Mirassol. O time e a sua torcida pareciam impulsionados pela vitória sobre o Palmeiras, na rodada passada.

O Mirassol, no entanto, não faz boa campanha no Estadual à toa. Apesar de respeitar o Corinthians, como dizia o técnico Moisés Egert pouco antes de o jogo começar, a equipe da casa também incomodava a defesa corintiana, principalmente com os avanços de Welinton Junior, Xuxa e Zé Roberto.

E foi o Mirassol que abriu o placar. Aos 28 minutos, Zé Roberto ficou com a bola fora da área e aplicou um belo drible em Pablo antes de soltar o pé. Acertou o canto da meta defendida por Cássio.

O gol desestabilizou momentaneamente o Corinthians. Àquela altura, as deficiências de Léo Príncipe estavam mais evidentes na ponta direita, e Fellipe Bastos e Léo Jabá já não acompanhavam o ritmo de Maycon no meio. Mais atrás, Gabriel tentava encurtar o caminho que levava a Jô e Kazim com chutes de longa distância.

Não demorou, contudo, para o Corinthians se reencontrar. Aos 38 minutos, Fellipe Bastos permitiu que Guilherme Arana cobrasse uma falta da esquerda, e o lateral fez o levantamento na área. Lá dentro, Kazim dominou a bola com o peito, caindo, e Pablo completou para dentro com uma conclusão torta.

O empate bastou para o Corinthians voltar a ser dominante em Mirassol. A ponto de alcançar a virada ainda na primeira etapa. Aos 43, Jô cruzou da direita, e Kazim errou a bicicleta na área. Ou melhor, acertou. A bola sobrou limpa para Maycon finalizar na saída do goleiro Vagner.

No segundo tempo, passou a chover bastante, ficando mais difícil chegar ao gol adversário. Sem se importar com o temporal e com os escorregões, já que estava atrás no marcador, o Mirassol se lançou ao ataque, enquanto o Corinthians adotava uma postura mais cautelosa.

Com boa consistência defensiva, o Corinthians não chegou a ser ameaçado, mas também parou de ser perigoso no ataque. O que fez a torcida pedir a entrada de Romero. Carille deu ouvidos ao público e mandou o paraguaio a campo no lugar do aplaudido Léo Jabá, aos 25 minutos.

A entrada de Romero deu apenas mais fôlego e disposição ao Corinthians, que desperdiçou a chance de ampliar, aos 34, quando Kazim ficou com o gol aberto e chutou para fora. Quase em seguida, Carille trocou Jô por Marciel.

O técnico do Corinthians só não contava que uma bola parada fizesse a diferença para o Mirassol. Aos 36, Xuxa cobrou falta com perfeição, e Cássio, parado, só observou a bola entrar. A torcida da casa vibrou bastante, como se a igualdade já estivesse sacramentada.

Não estava. Apenas dois minutos mais tarde, Guilherme Arana ficou com uma sobra de bola em cobrança de escanteio e voltou a erguer na área. Vagner tentou afastar de soco, mas parou em Romero. Pedro Henrique, então, subiu para cabecear com firmeza e devolver a vitória ao Corinthians, agora o time de melhor campanha do Campeonato Paulista.

FICHA TÉCNICA

MIRASSOL 2 X 3 CORINTHIANS

Local: Estádio José Maria de Campos Maia, em Mirassol (SP)

Data: 25 de fevereiro de 2017, sábado

Horário: 19h30 (de Brasília)

Árbitro: Vinícius Furlan (SP)

Assistentes: Alex Ang Ribeiro (SP) e Luís Alexandre Nilsen (SP)

Cartões amarelos: Paulinho (Mirassol); Fellipe Bastos e Pedro Henrique (Corinthians)

Gols: MIRASSOL: Zé Roberto, aos 28 minutos do primeiro tempo, e Xuxa, aos 36 minutos do segundo tempo; CORINTHIANS: Pablo, aos 38, e Maycon, aos 43 minutos do primeiro tempo; Pedro Henrique, aos 38 minutos do segundo tempo

MIRASSOL: Vagner; Mario Sérgio, Wallace, Edson Silva e Raul (Luiz Fernando); Willian, Paulinho, Welinton Junior (Bruno Sávio) e Xuxa; Zé Roberto e Rodolfo (Rafhael Lucas)

Técnico: Moisés Egert

CORINTHIANS: Cássio; Léo Príncipe, Pedro Henrique, Pablo e Guilherme Arana; Gabriel, Fellipe Bastos, Léo Jabá (Romero) e Maycon (Moisés); Jô (Marciel) e Kazim

Técnico: Fábio Carille

Gazeta Esportiva Gazeta Esportiva

compartilhe

comente

  • comentários
publicidade