0

Cristian reclama de direção do Corinthians e cogita saída

17 fev 2017
16h07
atualizado às 17h02
  • separator
  • comentários

O volante Cristian está incomodado com o seu ostracismo no Corinthians. Bastante querido pelos torcedores em sua primeira passagem pelo clube - com direito à provocação ao São Paulo, com os dedos médios em riste ao comemorar um gol sobre o rival em 2009 -, ele agora não foi nem sequer inscrito no Campeonato Paulista.

Foto: Fernando Dantas / Gazeta Press

"Se tivessem me avisado antes, em dezembro, já estaria todo o mundo programado e seria mais fácil. Não haveria esse transtorno todo para mim e para o Corinthians", reclamou Cristian, em entrevista à TV Globo , contestado as posturas do técnico Fábio Carille e do gerente de futebol Alessandro. "As pessoas têm que ser um pouquinho mais claras. Não só o Fábio, mas o Alessandro também."

Bem relacionado no elenco, o volante de 33 anos tem treinado normalmente com os demais reservas corintianos. Mas não está esperançoso com a possibilidade de ser aproveitado nas demais competições da temporada. "Bobo, a gente não é. Se não estou inscrito no Paulista, por que me usariam em outros campeonatos?", questionou.

Assim, Cristian está disposto a deixar o Corinthians antes do término do seu contrato, com validade até o final do ano. O clube tenta emprestá-lo desde o ano passado, porém os altos salários do volante afastam os interessados em seu futebol.

"Eu tinha uma vontade muito grande de continuar, mas sei que as coisas não dependem só de mim", avisou Cristian, já falando em tom de despedida. "O Corinthians estará sempre no meu coração."

Sobre os seus salários, assunto que sempre gera críticas à direção corintiana, Cristian desabafou: "Ninguém sabe o que ganho ou deixo de ganhar. Isso me perturba porque as pessoas não me conhecem, não sabem como sou e falam que fico de corpo mole para receber. Não é o caso. Estou ganhando o que o Corinthians tem condições de me pagar".

O volante ainda abordou outros comentários geralmente associados a ele. "Muitas pessoas veem as minhas tatuagens e me julgam. Acham que saio à noite, que bebo muito. Não é nada disso que acontece", lastimou Cristian, culpando a série de lesões que sofreu pelo fracasso na segunda passagem pelo Corinthians.

Gazeta Esportiva Gazeta Esportiva

compartilhe

comente

  • comentários
publicidade
publicidade