1 evento ao vivo

Dorival descarta favoritismo no Paulista: "Mais difícil dos últimos anos"

2 fev 2017
18h08
atualizado às 18h23
  • separator
  • comentários

O Santos inicia sua busca pelo tricampeonato paulista nesta sexta-feira, às 21h (de Brasília), contra o Linense, na Vila Belmiro. Apesar de ter deixado claro que seu principal objetivo para o ano é a Copa Libertadores da América, o Peixe não pensa em deixar o Paulistão de lado.

Após 23 dias de pré-temporada, o técnico Dorival Júnior acredita que o elenco está bem preparado para a estreia no torneio estadual, mas deixa claro que o Peixe não é o grande favorito para a conquista da taça.

"Estou bem satisfeito, mas não otimista. Vou citar exemplo de 2015, que ninguém apontava o Santos como provável finalista. Equipe reformulada, jogadores tomaram corpo, cresceram e assumiram protagonismo. Teremos o Paulista mais difícil dos últimos anos e podem esperar por surpresas. Os grandes precisam ter cuidados. Isso (favoritismo) pode acontecer externamente. Internamente trabalhamos com o imponderável. Realidade do futebol é essa. Não podemos criar condições que não se confirmem. Todo jogo vai ser uma decisão. Acredito em um belo campeonato. Campanha anterior não nos credencia a nada, não nos dá possibilidade alguma. Nossa realidade é essa", explicou o comandante do alvinegro, em entrevista coletiva nesta sexta-feira, na Vila Belmiro.

Mesmo com quase um mês de treinamentos, Dorival Júnior terá seis problemas para a estreia contra o Linense. Isso porque os reforços Bruno Henrique, Kayke, Cleber e Vladimir Hernández ainda não apareceram no BID (Boletim Informativo Diário) da CBF e ficam fora da partida.

Além deles, Ricardo Oliveira e David Braz também estão descartados para o duelo diante do time do interior. O centroavante, que se reapresentou somente na última quarta-feira após sofrer com caxumba, luta para recuperar o tempo perdido de pré-temporada e ainda não terá condições de jogo na próxima sexta. Já o zagueiro, por sua vez, se recupera de uma lesão muscular na panturrilha direita e será cortado.

Apesar dos problemas, o comandante acredita que o Peixe fez uma boa pré-temporada. "Tudo que foi possível fazer, foi feito. Mas não dá para falar antes das rodadas iniciais, é preciso período para observação. Muita coisa pode acontecer. As equipes buscam um encaixe, tomar corpo", concluiu o treinador.

Gazeta Esportiva Gazeta Esportiva

compartilhe

comente

  • comentários
publicidade
publicidade