1 evento ao vivo

Palmeiras tem receita para "fazer história" em "semifinal inesquecível"

21 abr 2017
11h03
  • separator
  • comentários

O Palmeiras tem uma tarefa complicadíssima neste sábado, quando precisa virar o jogo contra a Ponte Preta, quebrando um tabu de quase dois anos e repetindo um placar que só ocorreu uma vez na temporada. Sabendo da dificuldade, os alviverdes já têm a receita para uma semifinal inesquecível: não sofrer gols e marcar antes dos 15 minutos configuram a partida perfeita para o Verdão.

"Tem que ser perto de um jogo perfeito. Todo mundo fala que temos de fazer três gols, mas não podemos tomar também. Precisamos do comprometimento de todos. Com a bola a gente não sofre gols, então com 60% de posse a gente diminui a chance de gols da Ponte Preta em 60%. Se nos 40% restantes tivermos uma marcação agressiva, longe do nosso gol, será ótimo. Quem impor sua estratégia sobre a do adversário vai conseguir a classificação", afirmou o goleiro Fernando Prass, que também comentou a necessidade de abrir o placar rapidamente.

"Fazer um gol cedo para ter mais tempo de marcar os outros está dentro de um cenário ideal para nós. Mesmo assim, já provamos que até o último segundo, enquanto tivermos chance, pode acontecer. Temos os exemplos da Libertadores (contra Peñarol e Jorge Wilstermann), e contra o Santos, na final da Copa do Brasil (em 2015), quando fizemos dois gols nos últimos 15 minutos", completou o camisa 1.

Com tamanha desvantagem no placar logo ao início do jogo, os palmeirenses sabem que tem a chance de fazer história neste sábado. Após perder o primeiro jogo por 3 a 0, em Campinas, o Alviverde precisa de uma goleada por quatro gols de diferença para avançar, ou um triunfo por três tentos de vantagem para levar a decisão para os pênaltis.

"Eu me inspiro no que eu posso deixar na história do clube se eu alcançar determinado feito. Temos a chance de chegar à final de uma maneira história, que vai ser lembrada. Não será como outras partidas do Campeonato Paulista. Ninguém lembra da semifinal do ano passado, mas se tivermos êxito, nosso jogo ficará marcado", disse o goleiro, antes de falar sobre a necessidade defensiva mesmo precisando fazer ao menos três gols", finalizou.

Leia mais:

Prass fala sobre o Inter: "Está na Série B, mas eliminou o Corinthians"

Com 'reforço' na lateral direita, Palmeiras faz treino tático

O Palmeiras não vence a Ponte Preta desde julho de 2015 e só conseguiu uma vitória por 4 a 0 em uma oportunidade neste ano (sobre a Ferroviária, no Estadual). No sábado, o Verdão encara a Ponte Preta, às 19h (de Brasília), no Estádio Palestra Itália, pelo jogo de volta da semifinal do Campeonato Paulista.

Gazeta Esportiva Gazeta Esportiva

compartilhe

comente

  • comentários
publicidade
publicidade