0

Ex-presidente da Federação da Costa Rica, Eduardo Li é banido do futebol

21 abr 2017
15h00
  • separator
  • comentários

A Câmara de Resolução do Comitê de Ética da Fifa baniu pelo resto da vida o costa-riquenho Eduardo Li, ex-presidente da Federação da Costa Rica e ex-membro do Comitê Executivo da Concacaf, que não poderá exercer nenhuma atividade relacionada com o futebol nacional e internacional.

A Fifa comunicou nesta sexta-feira a sanção imposta a Li, contra quem abriu uma investigação no dia 27 de maio de 2015 baseada nas informações divulgadas pelo Departamento de Justiça dos Estados Unidos sobre o envolvimento de dirigentes da entidade esportiva em casos de corrupção, pelos quais serão julgados.

Li é acusado de ter recebido propina de empresas vinculadas ao esporte por concessões de direitos de marketing sobre partidas das Eliminatórias da União Centro-Americana de Futebol (UNCAF) para a Copa do Mundo e por aceitar a participação da seleção da Costa Rica em amistosos na região.

Segundo confirmou a Fifa, a Câmara de Resolução do Comitê de Ética, presidida por Hans-Joachim Eckert, decidiu continuar a recomendação feita pelo órgão de investigação, que em fevereiro passado pediu o banimento de Li.

O costa-riquenho foi considerado culpado de violar os artigos 13 (regras gerais de conduta), 15 (lealdade), 18 (obrigação de denunciar, cooperar e prestar contas), 19 (conflito de interesses) e 21 (suborno e corrupção) do Código Ético da Fifa.

EFE   

compartilhe

comente

  • comentários
publicidade
publicidade