8 eventos ao vivo

Fagner elogia Ceni e também não se apega a possível clássico em Orlando

19 jan 2017
17h02
atualizado às 17h02
  • separator
  • 0
  • comentários

O técnico Fábio Carille conseguiu convencer o seu elenco de que a montagem de uma montagem de uma equipe titular para o Campeonato Paulista, além de aprimorar o entrosamento, o condicionamento físico e o ritmo de jogo, é mais importante do que o título da Copa Flórida. Mesmo que o adversário da decisão do torneio amistoso seja o rival São Paulo.

"Independentemente do adversário, temos que pensar na nossa preparação. Isso é o importante para nós", disse o lateral direito Fagner, satisfeito com a estreia com goleada por 4 a 1 sobre o Vasco, na noite de quarta-feira. "Mas o quanto antes tivermos a cara do Carille, padrão de jogo, independentemente de adversários, melhor. É lógico que queremos vencer sempre, mas são jogos de preparação", continuou.

O São Paulo estará em ação na Copa Flórida na noite desta quinta-feira, contra o River Plate, da Argentina. Se vencer, disputará o troféu com o Corinthians na noite de sábado.

Apesar do discurso dos corintianos e de se tratar de um torneio amistoso, uma final contra o São Paulo teria mais uma motivação para os torcedores do Corinthians - será o primeiro clássico contra Rogério Ceni, ídolo do clube rival, como técnico. E valendo título.

"Pegou pesado, hein?", sorriu o meia Rodriguinho, ao ouvir uma pergunta sobre Ceni nesta quinta-feira. Fagner, no entanto, falou sobre o ex-jogador com naturalidade: "Ele tem tudo para ser um grande treinador, assim como foi um grande goleiro. Já dava para perceber isso quando jogava, porque tinha uma liderança no São Paulo havia anos. Por sua história e por tudo o que representa, tenho certeza de que será um sucesso".

Fagner e Rodriguinho receberam uma boa notícia nesta manhã. Ambos forma convocados para defender a Seleção Brasileira do técnico Tite no amistoso contra a Colômbia, no próximo dia 25, no Engenhão. A relação para o jogo, que terá renda revertida aos familiares das vítimas da tragédia com o avião que levava a Chapecoense para Medellín, só contou com atletas em atividade no futebol nacional.

Gazeta Esportiva Gazeta Esportiva
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade