6 eventos ao vivo

Palmeirense brilha, Brasil bate Chile e conquista o Sul-Americano sub-17

20 mar 2017
00h20
atualizado às 00h20
  • separator
  • comentários

De forma invicta, a Seleção Brasileira sub-17 conquistou o Campeonato Sul-Americano da categoria, na noite deste domingo, no Chile. Jogando pelo empate contra o time da casa, que seria campeão se vencesse o duelo, a equipe nacional venceu por 5 a 0, em duelo disputado na cidade de Rancagua. O palmeirense Alanzinho marcou três vezes, enquanto Paulinho, do Vasco, e Lincoln, do Flamengo, fecharam a goleada.

Defendendo o título de 2015, o Brasil terminou o Hexagonal Final com 13 pontos, quatro a mais que o Chile, vice-campeão. Além dessas duas seleções, Paraguai (8) e Colômbia (7) se classificaram para o Mundial sub-17, que será realizado em outubro, na Índia.

Esta foi a 12ª vez que a Seleção Brasileira sub-17 levantou o troféu do Sul-Americano da categoria, disputado desde 1985. Para se ter uma ideia do domínio nacional na competição, a Argentina é a segunda maior vencedora, com três conquistas. O título em terras chilenas foi angariado graças a uma campanha de sete vitórias, dois empates e nenhuma derrota. Foram 24 gols marcados e apenas três sofridos.

O jogo - Sentindo-se completamente à vontade mesmo atuando contra a torcida, o Brasil não demorou para abrir vantagem. Aos nove minutos, Lincoln deu belo passe em profundidade para Paulinho, que saiu na cara do gol. O atacante mostrou frieza e deu um leve toque por cobertura na saída do goleiro chileno.

Sem recuar, a Seleção continuou com o domínio da partida e por pouco não ampliou aos 27, quando Paulinho escorou para o meio da área e Lucas Halter testou no travessão. O Chile até insinuou uma pressão na base do abafa, mas não conseguiu ameaçar a meta brasileira.

O prêmio pela atuação do primeiro tempo veio aos 43 minutos. Em cobrança de falta da intermediária, Alanzinho bateu colocado, a bola tocou na trave e, em seguida, nas costas de Cancino antes de ir para o fundo do gol. O Brasil foi tranquilo para o intervalo.

No embalo da primeira etapa, o time treinado por Carlos Amadeu começou a segunda no mesmo ritmo. Aos sete minutos, Vinicius Júnior fez boa jogada na entrada da área e chutou de trivela. A bola foi em direção ao ângulo, mas o goleiro Cancino fez grande defesa.

Cancino, contudo, não conseguiu evitar o terceiro gol por muito tempo. Aos 19 minutos, Alanzinho cobrou falta da esquerda e jogou na área. Lincoln tentou o desvio, mas a bola passou por ele e quicou na frente do arqueiro chileno, que pulou sem sucesso para tentar a defesa.

Sem abrir mão de seu estilo ofensivo mesmo com a vitória garantida, o Brasil fechou a goleada com mais dois gols. Aos 35, Weverson arrancou pela esquerda, foi à linha de fundo e cruzou para Lincoln bater colocado, no contrapé de Cancino. Dois minutos depois, após boa tabela de Alanzinho e Ricardinho, o palmeirense saiu na cara do gol e tocou na saída do arqueiro.

Gazeta Esportiva Gazeta Esportiva

compartilhe

comente

  • comentários
publicidade
publicidade