4 eventos ao vivo

Juventus leva susto, mas vence a Atalanta e avança na Copa Itália

11 jan 2017
21h42
  • separator
  • comentários

A Juventus conseguiu vencer, em casa, a Atalanta por 3 a 2 e garantiu a vaga nas quartas de final da Copa da Itália. O técnico Massimiliano Allegri levou a campo um time com poucos titulares nesta quarta-feira, e o jogo poderia ter sido muito mais tranquilo. Na próxima fase, a Juve enfrentará o vencedor do jogo entre Torino e Milan, que será realizado na quinta-feira.

O primeiro tempo foi dominado pela equipe de Turim, que pressionou os visitantes desde o primeiro minuto. Com o tempo, a posse de bola e o maior número de chutes se transformaram em dois gols.

Após três chances criadas, a Velha Senhora abriu o placar. Aos 22 minutos do primeiro tempo, Asamoah fez o cruzamento, Mandzukic cabeceou para trás e o argentino Dybala marcou o gol em um belo voleio da entrada da grande área.

O segundo gol saiu 12 minutos depois. Em uma jogada construída em velocidade, Dybala fez um passe milimétrico, o zagueiro Toloi não conseguiu fazer o corte e Mandzukic saiu livre no lado esquerdo da pequena área. Na saída do goleiro, o centroavante croata bateu muito bem na bola e ampliou a vantagem.

As estratégias das duas equipes mudaram na segunda etapa. Precisando do resultado, a Atalanta buscou tocar mais a bola, criou boas chances e poderia, pelo menos, ter empatado a partida. Os visitantes conseguiram deixar o jogo em 2 a 1 aos 25 minutos. Pouco depois de o estreante Rincon ter mandado uma bomba na trave, Konko marcou um golaço. Em um cruzamento feito da esquerda para a entrada da área, a bola foi ajeitada e Konko bateu de três dedos sem chances para o goleiro Neto.

Três minutos depois, Lichtsteiner foi derrubado dentro da grande área e o juiz marcou a penalidade máxima. Pjanic bateu a bola alta e o goleiro não conseguiu defender apesar de ter pulado para o lado certo, deixando novamente a Juve com dois gols de vantagem.

Aos 36, em uma grande jogada pela direita, D'Alessandro enfiou a bola entre dois defensores para Conti, que olhou a movimentação dos jogadores e cruzou para o meio da pequena área. Lath ganhou na corrida do marcador e marcou o segundo gol da Atalanta.

Apesar do time comandado por Gian Piero Gasperini ter criado chances para empatar o jogo, a bola não entrou no gol e a Juventus conseguiu garantir a vaga na próxima fase da Copa da Itália.

Fiorentina vence com gol nos acréscimos e avança

Em uma partida marcada por nove cartões amarelos e duas expulsões, a Fiorentina conseguiu vencer, em casa, o Chievo com um gol aos 48 do segundo tempo e avançou para as quartas de final da Copa Itália. O placar final foi de 1 a 0. Na próxima fase, a Viola irá enfrentar o Napoli.

Jogando no Artemio Franchi, a Fiorentina adotou uma estratégia de ter maior posse de bola (63% no jogo), enquanto o seu adversário optou por um jogo mais defensivo no primeiro tempo. Com a expulsão no final da primeira etapa, os visitantes recuaram ainda mais e mal conseguiram ameaçar o gol defendido por Tatarusanu.

Na primeira etapa da partida, apesar de os mandantes terem mais posse de bola, quem chegou mais vezes foi o Chievo, que criou duas boas chances após o seu adversário assustar logo no início da partida. Tudo mudou com a expulsão de Radovanovic no final do tempo, o que permitiu a Viola ficar com superioridade numérica.

No lance da expulsão, o meio-campista Radovanovic, que já tinha cartão amarelo, foi ingênuo e deu um carrinho por trás em Tomovic. Ao árbitro da partida não restou outra opção, ele mostrou o segundo amarelo e expulsou o jogador sérvio.

O segundo tempo começou com a Fiorentina pressionando, mas não conseguiu balançar a rede. Aos 26 minutos da segunda etapa, Zarete foi expulso e as duas equipes ficaram com 10 jogadores em campo. Mesmo com igualdade numérica de jogadores, o Chievo só teve uma oportunidade e os mandantes conseguiram marcar o gol na pressão no final da partida.

A expulsão de Zarate foi causada por uma entrada muito forte em Samuel Bastien.

O gol da classificação veio em uma penalidade, que foi sofrida por Federico Bernardeschi. O próprio meia italiano foi encarregado pela cobrança e bateu no canto direito do goleiro Sorrentino.

Gazeta Esportiva Gazeta Esportiva

compartilhe

comente

  • comentários
publicidade
publicidade