1 evento ao vivo

Paulinho deixa lembrança positiva de lado diante do Uruguai

20 mar 2017
19h41
  • separator
  • comentários

O próximo adversário da Seleção Brasileira é especial para o volante Paulinho. Foi contra o Uruguai que o jogador do Guangzhou Evergrande, da China, assegurou a classificação nacional para a decisão da Copa das Confederações de 2013 - anotou, de cabeça, o gol da vitória por 2 a 1 aos 41 minutos do segundo tempo da partida disputada no Mineirão.

"Foi um gol importantíssimo, em um jogo em que demos um passo importante naquela competição. Eu me sinto feliz por vestir novamente a camisa da Seleção Brasileira diante de um grande adversário, mas a situação é totalmente diferente", contrapôs Paulinho, nesta segunda-feira, após realizar um treinamento leve no CT do Corinthians. Três dias depois, ele estará no Estádio Centenário para rever o Uruguai, agora pelas Eliminatórias para a Copa do Mundo.

Ao contrário de quando contribuiu para o título brasileiro na Copa das Confederações, Paulinho já não fala só em vitória desta vez. Afinal, uma igualdade fora de casa será suficiente para manter a Seleção bem credenciada a uma vaga no próximo Mundial. O time de Tite lidera as Eliminatórias com 27 pontos, contra 23 do Uruguai, na segunda posição.

"Pelas dificuldades que vamos enfrentar, o empate não seria um mau resultado. Estamos focados para fazer um grande jogo. Podendo vencer, melhor ainda", disse Paulinho, com a experiência de quem já conhece bem o estilo aguerrido uruguaio. "Será um jogo muito truncado, competitivo. Se alguém do lado de lá falou em marcação mais forte, é porque o Neymar tem velocidade e uma qualidade indiscutível, então desperta uma atenção maior. Só espero que não aconteça um lance mais forte, desleal."

Após a partida contra o Uruguai, a delegação brasileira retornará a São Paulo para enfrentar o Paraguai na terça-feira de 28 de março, em Itaquera. Paulinho também tem uma recordação do estádio do Corinthians, clube que o projetou internacionalmente, a serviço da Seleção Brasileira. Ele atuou na Zona Leste de São Paulo na vitória por 3 a 1 sobre a Croácia, na estreia da Copa do Mundo de 2014, que terminou de forma trágica para a equipe do técnico Luiz Felipe Scolari.

Gazeta Esportiva Gazeta Esportiva

compartilhe

comente

  • comentários
publicidade
publicidade