1 evento ao vivo

Santos manda empresário à Alemanha para fechar com Bruno Henrique

11 jan 2017
19h09
atualizado às 19h09
  • separator
  • comentários

Apesar de já ter iniciado a pré-temporada no CT Rei Pelé, nesta quarta-feira, o Santos segue na busca do último reforço para 'fechar' o elenco e intensificou as conversas com o Wolfsburg, da Alemanha, para acertar o empréstimo de Bruno Henrique. Na última terça-feira, o alvinegro enviou um representante até o país europeu para trazer o atacante.

A ideia da cúpula santista é fazer um acordo semelhante ao concretizado com Kayke: empréstimo de um ano com valor de compra fixado. Porém, ao contrário do que aconteceu com o centroavante ex-Flamengo, o Peixe ouviu nos contatos iniciais, por telefone, que precisará investir para tirar Bruno Henrique do Wolfsburg.

Pois mesmo com ele não sendo titular, o clube alemão o considera importante no elenco e pretende lucrar com sua saída. Apesar disso, o Santos está confiante no negócio e pretende fechá-lo ainda nesta semana. Ao enviar o representante, os santistas querem mostrar que estão realmente interessados no negócio e que pretendem diminuir a pedida pelo jogador.

Caso acerte com Bruno Henrique, o Peixe 'fechará' o elenco para as disputas da Copa Libertadores da América, Paulistão, Copa do Brasil e Campeonato Brasileiro.

O atacante de 26 anos é visto com bons olhos pelo técnico Dorival Júnior, tanto que ele já tentou sua contratação no final de 2015. Na época, quando ainda pertencia ao Goiás, o jogador optou pela oportunidade de atuar na Europa e acabou indo para o futebol alemão.

Até o momento, o alvinegro já tem cinco reforços confirmados para a temporada. Além do atacante ex-Flamengo, o alvinegro já fechou com o atacante Vladimir Hernández, do Junior Barranquilla, da Colômbia, o lateral-direito Matheus Ribeiro, do Atlético-GO, o zagueiro Cleber, ex-Corinthians e que estava no Hamburgo, da Alemanha, e o volante Leandro Donizete, do Galo.

Gazeta Esportiva Gazeta Esportiva

compartilhe

comente

  • comentários
publicidade
publicidade