0

Brasil vira, lidera grupo e complica Bolívia no Sul-Americano Sub-17

9 abr 2013
23h09
atualizado em 10/4/2013 às 02h46
  • separator
  • comentários

O Brasil sofreu mais do que o esperado, mas nesta terça-feira conseguiu mais uma vitória no Sul-Americano Sub-17. Jogando no Estádio Malvinas Argentinas, em Mendoza, a equipe comandada por Alexandre Gallo bateu a Bolívia por 3 a 1 de virada, se isolando na liderança do Grupo B e complicando com as chances do rival.

Foi revelado pela Portuguesa e, em 1996, se sagrou vice-campeão brasileiro
Foi revelado pela Portuguesa e, em 1996, se sagrou vice-campeão brasileiro
Foto: Divulgação

Desta forma, a equipe brasileira chega aos sete pontos em três partidas, dois à frente do vice-líder Uruguai – a classificação já estava garantida quando entrou em campo. A Bolívia, por sua vez, é quinta e último colocada, com um ponto em três confrontos. O time tem chances mínimas de avançar à próxima fase da competição.

Isso porque mesmo se vencer o Uruguai na quinta-feira, na última rodada, chegará aos quatro pontos, enquanto o Peru, adversário do Brasil no mesmo dia, tem os mesmos quatro. Se houver empate, os bolivianos se classificam se ganharem no saldo de gols, primeiro critério de desempate, ou no número de gols pró, segundo critério.

Em campo, o Brasil teve atuação dominante desde o princípio, mas saiu atrás no marcador. Aos 45min do primeiro tempo, Arancibia levantou na área e Flores aproveitou o vacilo da zaga brasileira para completar para o gol. O empate brasileiro veio aos 5min do segundo tempo: Boschilia cobrou falta e acertou o ângulo.

Aos 29min, a pressão brasileira deu resultado, e a vitória começou a ser encaminhada. Abner fez jogada pela ponta esquerda e tocou rasteiro para Kenedy bater de primeira, vencendo o goleiro boliviano. O terceiro gol aos 39min, quando Abner ficou com rebote de Rojas e chutou com força, completando o placar em Mendoza, na Argentina.

A partida ainda teve um "apagão", com a queda da energia do estádio. Os refletores levaram alguns minutos para serem reascesos, o que paralisou a partida. O resultado, no entanto, não se alterou.

Fonte: Terra

compartilhe

comente

  • comentários
publicidade