1 evento ao vivo

Camisa 10 mais promissor do Brasil atravessa transformações em 2013

27 mar 2013
11h34
atualizado às 11h44
  • separator
  • comentários

2013 tem sido um ano de grandes transformações para Matheus Índio (96), o principal meia armador das seleções de base do Brasil na atualidade. A última delas se deu em fevereiro, com Alexandre Gallo à frente da Seleção Sub-17 que jogará o Sul-Americano em abril. Em treinamentos na Granja Comary, Gallo fortaleceu a ideia que já é colocada em prática em Cotia e foi aperfeiçoada na última segunda-feira, em jogo-treino contra o time Sub-20 do São Paulo. Índio, camisa 10 de origem, foi transformado em volante.

Matheus Índio em treino da Seleção Sub-17
Matheus Índio em treino da Seleção Sub-17
Foto: Rafael Ribeiro/CBF / Divulgação

A Seleção parte da premissa tática do 4-3-3 e no meio-campo, além dos são-paulinos Gustavo Hebling (96), volante mais defensivo, e Gabriel Boschilia (96), meia direita que encosta mais no trio de ataque, Matheus Índio fecha o lado esquerdo com maior incumbência na organização e, claro, no combate sem bola. "Identificamos que, na meia, ele recebia muito a bola de costas. O Matheus tem talento para jogar de frente, tem boa resistência física e se adaptou muito bem", conta Gallo ao Terra.

Para ler o texto completo, vá ao blog Prata da Casa

Fonte: Terra

compartilhe

comente

  • comentários
publicidade