1 evento ao vivo

Em Capiatá, Brasil supera Uruguai e termina rodada como vice-líder

24 mar 2015
00h41
atualizado às 00h41
  • separator
  • comentários

O Brasil terminou a segunda rodada do Hexagonal Final do Campeonato Sul-Americano sub-17 como vice-líder. Na noite desta segunda-feira, a equipe dirigida por Caio Zanardi superou o Uruguai, em Capiatá-PAR, pelo apertado placar de 3 a 2. Os gols que garantiram o triunfo canarinho foram marcados por Ramon e Evander, duas vezes. Valverde foi às redes em dose dupla para a Celeste.

Com o providencial resultado, a representação verde e amarela chega aos seis pontos, distante uma unidade da rival argentina, primeira colocada. A equipe alviceleste, mais cedo, empatou com a Colômbia por 1 a 1. O resultado, bom para a Seleção, fez com que os cafeteiros conseguissem sua primeira soma no estágio.

O próximo desafio brasileiro ocorre nesta quinta-feira, às 20 horas (de Brasília), diante do anfitrião Paraguai, na capital Assunção. A formação guarani, no confronto que antecedeu a vitória canarinha, empatou com o Equador, por 2 a 2, e ficou no terceiro posto - superior aos tricolores nos critérios de desempate. O Uruguai terá pela frente a Argentina, na partida que encerra o próximo dia, às 22h10.

O jogo - A partida em Capiatá-PAR começou com 33 minutos de atraso, por causa de defeitos no sistema de iluminação do acanhado estádio. Porém, o Brasil mostrou não se abater com a demora e inaugurou o marcador quando o relógio apontou a marca dos 14. Destaque da base vascaína, Evander invadiu a área, cortou a marcação e desferiu um petardo. A forte conclusão bateu na trave esquerda antes de balançar a rede de Renzo Rodríguez.

Com dez jogados do período complementar, a Seleção desperdiçou uma boa chance para anotar o segundo tento. Após boa jogada de Ramon pelo setor esquerdo, Eronildo passou da bola e viu Evander, livre, chutar por cima do travessão. Cirúrgico, o Uruguai empatou o compromisso aos 16 minutos, através de Valverde. Aproveitando sobra na área, o camisa 8 finalizou cruzado e firme para vencer Juliano.

Quando o relógio apontou a marca dos 23, o Brasil voltou a impor vantagem em território paraguaio. Acionado na ponta direita, Kleber cruzou rasteiro e viu Ramon, de carrinho, superar Renzo Rodríguez, que nada pôde fazer. Contudo, convertendo pênalti polêmico, após suposta mão na bola de Kaique, Valverde deslocou Juliano e anotou seu segundo gol na noite, aos 30.

Entretanto, com 38 jogados, a Seleção encontrou o gol da vitória em Capiatá. Em belíssima jogada individual, Evander fez fila na marcação e finalizou firme, contando com a ajuda de Renzo Rodríguez, que pouco se esticou, para garantir o triunfo verde e amarelo. O empate celeste quase veio com Ergas, nos acréscimos, mas a conclusão rasteira passou rente à trave esquerda canarinha.

Gazeta Esportiva Gazeta Esportiva

compartilhe

comente

  • comentários
publicidade