2 eventos ao vivo

Técnico do sub-20 exalta Ceni e prevê intercâmbio intenso na Barra Funda

27 dez 2016
18h03
  • separator
  • comentários

Em sua primeira entrevista como novo técnico do São Paulo, Rogério Ceni não à toa avisou que usaria os jovens valores do clube para reforçar o elenco profissional. Nesta terça-feira, no CT de Cotia, André Jardine, comandante da equipe sub-20, afirmou que o ex-goleiro foi o treinador que mais deu atenção às categorias de base desde que chegou ao Tricolor - em fevereiro de 2015.

"Já está sendo (integração maior entre profissional e base). Sem desmerecer nenhum outro treinador, mas o Rogério foi o cara que até agora, no meu tempo de São Paulo, deu uma atenção maior à base. Veio assistir jogos, treinos e realmente se interessou muito", revelou o comandante do sub-20.

"Hoje ele é um treinador do profissional que conhece a fundo a base, os jogadores que ele tem à disposição, os meninos que talvez um ou dois anos vão ser opções para o time profissional. Ele está sabendo valorizar o coração do clube, que é a categoria de base", acrescentou.

Gaúcho de Porto Alegre, André Jardine prevê que a partir do ano que vem ocorra um intercâmbio mais intenso com os jogadores da base no CCT da Barra Funda. A ideia é que as promessas são-paulinas se acostumem com o ritmo dos treinamentos dos jogadores profissionais sob o comando de Rogério Ceni.

"Um das ideias do Rogério é que, durante o ano todo, a gente passe um período lá na Barra Funda. Que a gente treine junto, justamente por essa troca de experiências. Espero que eu possa aprender muito com ele, pela bagagem que ele tem. Acho muito importante a gente aprender com quem tem a oferecer", contou.

Esse intercâmbio já tem data para começar. Na reapresentação do São Paulo, marcada para o dia 4 de janeiro, alguns atletas da base já estarão integrados ao elenco profissional, como é o caso dos zagueiros Tormena e Lucas Kal, do lateral direito Foguete, do lateral esquerdo Júnior, do atacante Gabriel Rodrigues e do volante Araruna, todos já com 20 anos. A partir de então, Rogério avaliará quem seguirá no elenco principal e aqueles que deverão ser emprestados para adquirir mais experiência em outras equipes.

Com boa parte do multicampeão time sub-20 impossibilitada de disputar a Copa São Paulo - por ser da geração de 1996 -, o meia Shaylon, o atacante Caíque e os volantes Vinicius e Militão serão os destaques encarregados de representar o Tricolor na competição de juniores.

Foram cinco títulos conquistados pelo time sub-20 do São Paulo nesta temporada: Copa Libertadores, Campeonato Paulista, Copa Ouro, Copa do Brasil e Copa RS. Em janeiro, o clube buscará o tetracampeonato da Copinha, torneio pelo qual já foi campeão em 1993, 2000 e 2010. O Tricolor estreia no dia 3 contra o Genus, em Capivari, sede do grupo 13 da competição, junto com União Barbarense e o anfitrião Capivariano.

Gazeta Esportiva Gazeta Esportiva

compartilhe

comente

  • comentários
publicidade
publicidade