0

Gaúcho 2015: pequenos apostam em medalhões para surpreender

31 jan 2015
08h53
atualizado às 08h54
  • separator
  • 0
  • comentários
  • separator

O Campeonato Gaúcho inicia neste sábado, com duas equipes com grandes chances de título e outras 14 querendo incomodar Grêmio e Internacional e fazer bonito. No modo de disputa, as 16 equipes estão todas no mesmo grupo.

Além das tradicionais equipes do interior, como Caxias, Juventude e Brasil de Pelotas, outras equipes estão querendo mostrar a força. E para isso, elas apostam em jogadores de renome do futebol nacional. Confira:

Veterano Josiel no jovem União Frederiquense

O caçula na primeira divisão também tem o seu jogador ilustre. O União Frederiquense, da pequena cidade de Frederico Westphalen, região noroeste do estado, tem no atacante Josiel, sua principal esperança de gol.

<p>Josiel vai atuar pelo União Frederiquense</p>
Josiel vai atuar pelo União Frederiquense
Foto: Divulgação

Pela primeira vez na elite do futebol gaúcho e com apenas cinco anos de fundação, o União contratou o atacante de 34 anos, que foi artilheiro do Campeonato Brasileiro de 2007, vestindo a camisa do Paraná Clube.

Depois deste ano, o jogador girou por vários lugares, passando pelo Flamengo, Al Wahda, dos Emirados Árabes, e Jaguares, do México.

O jogador acha importante os clubes contratarem jogadores reconhecidos no cenário nacional. “O campeonato está trazendo este tipo de jogador. É bom para valorizar, deixar o campeonato bem mais atraente, com jogadores que já tiveram bonitas vitórias no futebol nacional. Isso engrandece e valoriza bastante o nosso campeonato”, disse Josiel.

O experiente Souza será o maestro no Passo Fundo

Ele é multicampeão e já vestiu as pesadas camisas de São Paulo, Grêmio e Paris Saint-Germain. O meia Souza, prestes a completar 36 anos, chega ao Passo Fundo cheio de vontade.

<p>Bicampeão brasileiro pelo São Paulo, Souza reforça o Passo Fundo</p>
Bicampeão brasileiro pelo São Paulo, Souza reforça o Passo Fundo
Foto: Divulgação

No time treinado por Beto Campos, ele terá a tarefa de organizar o meio-campo da equipe, e, é claro, agregar experiência. Segundo o jogador, o carinho pelo Rio Grande do Sul pesou na escolha.

“Tenho grandes amigos no Rio Grande do Sul. A maioria das minhas amizades no futebol está aqui. Todos estes fatores pesaram para que eu pudesse escolher voltar ao Rio Grande do Sul e voltar ao Campeonato Gaúcho”, revelou Souza.

A idade também é uma motivação para Souza. “Quando a gente atinge uma certa idade, precisa sempre estar mostrando para as pessoas que a gente tem condições de jogar. Sempre tem que estar jogando em alto nível. As pessoas acham que você, com 35 anos, está acabado para o futebol. Parece que a gente volta a ser juvenil”, disse.

O maior artilheiro dos pontos corridos na mira do Ypiranga

O Ypiranga de Erechim está de volta à primeira divisão e o presidente do clube, Osvaldo Fuzinatto quer um jogador com história para comandar a equipe dentro de campo.

<p>Paulo Baier é alvo do Ypiranga</p>
Paulo Baier é alvo do Ypiranga
Foto: Alan Pedro / Getty Images

“Ficamos torcendo para que possamos levar para o torcedor este nome (Paulo Baier). Seria uma peça importante. É um jogador de qualidade. E tem caráter.Estamos conversando com ele, mas eles tem o plano A e estamos respeitando a posição dele e seu empresário” elogiou.

Com 40 anos, o meia Paulo Baier é o maior artilheiro do Campeonato Brasileiro da era dos pontos corridos, com 106 gols marcados. O jogador tinha propostas de clubes do interior de São Paulo.

O anilado estrelado

Se algumas equipes apostam em um jogador de mais renome, o Novo Hamburgo faz ainda mais. Com passagens pelo Internacional, chegam os campeões da Copa Libertadores, Bolívar,34 anos, e Magrão, 36 anos. Além deles, tem os também ex-colorados Thiago Humberto, 29 anos e Leandrão, 31 anos.

Torcedor do Grêmio é retirado de treino por ofender Felipão

Se não bastasse a experiência de quem já passou pelo lado vermelho de Porto Alegre, o time do Vale dos Sinos conseguiu demover um ídolo gremista da aposentadoria. É o caso do atacante Luis Mário, de 38 anos. Ele parou de jogar em 2012 e agora será um dos principais jogadores da equipe anilada.

O primeiro questionamento que se faz aos dirigentes do Novo Hamburgo é como pagar  tantas contratações e de onde vem os recursos. O vice de futebol do clube, Matheus Costa, de apenas 23 anos, afirma que o clube vive basicamente de patrocínios e da ajuda de empresários locais.

“Nos esforçamos muito para montar esta equipe, vários empresários da cidade estão nos apoiando. Acreditaram no nosso projeto. Estamos fazendo um trabalho sério, queremos nos tornar uma força do futebol gaúcho. Temos conhecimento e estrutura para isso. O clube hoje depende só de patrocínio. Também recebemos verba da federação, mas reduz a cada ano” explica o jovem dirigente do Novo Hamburgo.

Fonte: Cristiano Leonardo S. da Silva Jornalismo - Especial para o Terra Cristiano Leonardo S. da Silva Jornalismo - Especial para o Terra
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade