PUBLICIDADE

Itália x Costa Rica: Terra acompanha jogo minuto a minuto

19 jun 2014 22h44
| atualizado às 22h52
ver comentários
Publicidade

Para manter a condição de seleção favorita do Grupo D, a Itália terá um complicado compromisso nesta sexta-feira, na Arena Pernambuco. A adversária será a Costa Rica, grande surpresa da primeira rodada da Copa do Mundo. Após triunfarem sobre a Inglaterra, pelo placar de 2 a 1, os comandados de Cesare Prandelli almejam frear o ímpeto dos costarriquenhos, motivados pelos três pontos conquistados diante do Uruguai, em Fortaleza. O Terra acompanha a partida minuto a minuto a partir das 12h30 (de Brasília).

<p>O atacante da seleção da Costa Rica Joe Campbell</p>
O atacante da seleção da Costa Rica Joe Campbell
Foto: Paulo Whitaker / Reuters

Quer acompanhar as notícias e jogos da sua seleção? Baixe nosso app. #TerraFutebol

Nos treinamentos realizados no município carioca de Mangaratiba, Prandelli esboçou mudanças na configuração titular italiana. Insatisfeito com a postura de seu sistema defensivo, principalmente com o argentino naturalizado Paletta, o comandante promoveu a entrada de Abate na lateral direita, posicionando Chiellini como zagueiro. Assim, Darmian fica responsável pelo setor esquerdo.

Recuperado da torção no tornozelo esquerdo, o ídolo Buffon retornará ao gol da Azzurra, no lugar de Sirigu. Por sua vez, o veloz meia-atacante Verratti poderá ser poupado pelo departamento médico, já que apresentou desgaste físico durante as atividades físicas e técnicas. Assim, o volante brasileiro Thiago Motta é cotado para assumir a titularidade, fator que dará mais liberdade ao experiente Pirlo na armação de jogadas.

Vampeta acredita em Brasil e Itália para final da Copa:

Com o objetivo de evitar qualquer tipo de surpresa, Thiago Motta pregou respeito aos costarriquenhos e impôs o clima de final: “Eles jogam bem, principalmente no setor ofensivo, onde verticalizam o jogo e implementam velocidade. Além do mais, estão habituados a atuar com o clima quente que teremos em Pernambuco. Será uma partida muito difícil pela mescla entre entusiasmo e qualidade que eles apresentam. Por isso teremos que encarar o compromisso como uma decisão”, expôs.

No lado da Costa Rica, o meia-atacante Crístian Bolaños admitiu usar o calor de São Lourenço da Mata como arma, mas também priorizou um fator essencial para o sucesso do time no segundo jogo: “É preciso respeito com a Itália, assim como fizemos com o Uruguai. Cada partida é diferente e necessitamos de uma intensa movimentação para surpreender novamente. A Azzurra é forte, mas vamos tratar de complicar a partida. O clima será pesado para as seleções da Europa e precisamos aproveitar esse tipo de vantagem”, sintetizou.

Um dos destaques da Costa Rica no triunfo contra a Celeste Olímpica – ao lado do goleiro Navas e do atacante Campbell – o volante Cubero avisou que a configuração de Cesare Prandelli não é dependente apenas de Balotelli. “Ele não joga sozinho. Tem o Pirlo, que sempre realiza bons passes, o De Rossi, que executa uma marcação implacável no meio campo. Por isso é preciso manter a concentração. Porém, estamos confiantes no nosso potencial”, finalizou.

Gazeta Esportiva Gazeta Esportiva
Publicidade
Publicidade