0
Logo do Olimpíada 2016
Foto: terra

Olimpíada 2016

Os anunciantes aqui reunidos não possuem relação com os Jogos Rio 2016 e patrocinam apenas este caderno especial.

Luiz Alberto fica em 10º no decatlo e bate recorde pessoal

18 ago 2016
22h26
  • separator
  • comentários

Luiz Alberto de Araújo chegou a surpreender e alcançou a melhor marca da carreira no decatlo. Após uma quinta-feira inteira de provas, o brasileiro, que chegou a ficar em 5º na classificação geral no fim da competição, acumulou 8.315 pontos e terminou no 10º lugar. Seis de 30 atletas, além de outro que nem chegou a começar, abandonaram a competição.

O pódio foi composto pelo norte-americano Ashton Easton, ouro com 8.893 pontos, novo recorde olímpico, além do francês Mayer, prata com 8.834, e do canadense Darmian Warner, bronze com 8.666 pontos.

Logo na primeira etapa do decatlo, a disputa dos 100 m rasos, o brasileiro começou bem e deixou 24 oponentes para trás, terminando na 6ª colocação, com a marca de 10s77. Na prova seguinte, o salto em distância, ele terminou em décimo, com 7m48. A surpresa do atleta nascido no interior paulista, porém, ficou para a terceira fase, com o arremesso de peso; ele terminou no terceiro lugar, com o resultado de 15m83.

Figurando na parte de cima da tabela de pontuação geral, Luiz Alberto não foi bem na quarta prova, o salto em altura, e terminou da 25ª colocação. Em busca de recuperação e para voltar a encostar nos líderes, ele fez uma boa prova nos 400 m rasos e terminou em 5º lugar, com o tempo de 48s14. Mantendo-se bem, ele foi para os 110 m com barreira e fechou na sexta colocação, com 14s17. No entanto, o brasileiro voltou a sofrer e na sétima prova, o lançamento de disco, terminou no nono lugar, com 45m10.

Na fase seguinte, o salto com vara, Luiz Alberto continuou com uma performance mediana e terminou na décima colocação. À essa altura da competição, ele estava no 5º lugar, com cerca de 200 pontos de diferença para o terceiro colocado.

Seguindo em uma campanha histórica para o Brasil, o atleta de 29 anos viu a chance de medalha ir por água a baixo na nona e penúltima prova, o lançamento do dardo - terminou na 19ª posição, e chegou à prova derradeira na 10ª colocação, com mais de 300 pontos de diferença para o terceiro colocado.

Se despedindo de uma das competições mais exaustivas de Jogos Olímpicos, o brasileiro participou dos 1500m e terminou no 10º lugar, fechando a prova em 4min31s46.

Gazeta Esportiva Gazeta Esportiva

compartilhe

comente

  • comentários
publicidade
publicidade