PUBLICIDADE

Jogos de Paris

COI relata machismo e cogita mudar sede de golfe de Tóquio

2 mar 2017 - 10h43
(atualizado às 12h09)
Compartilhar
Exibir comentários

O Comitê Olímpico Internacional cogita trocar a sede de golfe das Olimpíadas de Tóquio, em 2020, por conta da proibição da presença de mulheres no Kasumigaseki Country Club. Em conjunto com o comitê organizador local, o COI já adiantou que "se não houver mulheres, não haverá torneio". Caso contrário, o clube privado terá de abrir mão de sediar o torneio de golfe olímpico.

O Kasumigaseki Country Club foi escolhido para receber a competição de golfe dos Jogos Olímpicos de Tóquio, em 2020
O Kasumigaseki Country Club foi escolhido para receber a competição de golfe dos Jogos Olímpicos de Tóquio, em 2020
Foto: Getty Images

"Nossos princípios se baseiam na não discriminação, que é a posição que sempre mostramos muito claramente", disse o vice-presidente do COI, Joahn Coates, durante sua visita a Tóquio para analisar alguns dos locais que abrigarão competições olímpicas.

Coates já deixou claro que o Kasumigaseki Country Club tem até junho para modificar suas regras e permitir a entrada de mulheres nos campos. Se não houver nenhuma iniciativa nesse sentido, o COI irá procurar outras instalações para sediar o torneio olímpico de golfe.

"Houve avanços, como nas conversas recentes com o clube nesta semana, o que sugere que vamos na direção correta", assegurou Coates, confiante que o COI conseguirá solucionar o problema.

Olimpíada de Tóquio planeja show com estrelas cadentes artificiais:
Gazeta Esportiva Gazeta Esportiva
Compartilhar
Publicidade
Seu Terra












Publicidade