0

Amistoso? Que nada! Clássico Vovô promete fortes emoções na semifinal

Botafogo e Fluminense se enfrentam às 16h, no Nilton Santos, valendo vaga na Taça Rio. Mesmo "alternativos", promessa é de um grande jogo. Último encontro ainda repercute

9 abr 2017
06h03
  • separator
  • comentários

No primeiro encontro entre ambos, um grande jogo, com direito até a virada no segundo tempo e vitória do Fluminense - invicto em clássicos no ano - no Nilton Santos. Depois, o próprio técnico Abel Braga classificou a partida como uma das mais emocionantes de sua carreira. Enquanto isso, nos lados de General Severiano, a decepção e o time engasgado com o rival depois de perder uma vantagem de dois gols no último confronto disputado entre as duas equipes.

Nesse clima que, pelas semifinais da Taça Rio - a vantagem do empate é do time alvinegro - neste domingo, às 16h, o jogo entre Botafogo e Fluminense vale muito mais do que a vaga. O LANCE! irá transmite o jogo em tempo real.

Apesar do clima de rivalidade, o Botafogo deve entrar com um time composto pela maioria de reservas. Com compromisso pela Libertadores, Jair não quer correr riscos de perder mais jogadores por lesões. Contudo, nada que tire o foco do técnico, que ainda lembra da derrota para o rival durante o Carioca.

- Vamos jogar para vencer, mesmo sabendo que não teremos vantagem. Somos profissionais. O mais sacrificado serei eu que terei que voltar ao Brasil para uma possível final da Taça Rio. Foram bons jogos contra o Fluminense. No último, um primeiro tempo maravilhoso do Botafogo e um segundo muito bom do Fluminense. Agora esperamos ser mais eficientes nas finalizações - diz Jair.

No Fluminense, a situação é parecida. Mesmo com o compromisso diante do Goiás na próxima semana - pela Copa do Brasil - Abel Braga quer o time ligado e focado na Taça Rio. Ele até lembrou a declaração de Bruno Silva quanto a ter o Tricolor engasgado e promete um time forte, mesmo que não seja completo.

- Não ouviu a declaração do Bruno Silva? Aliás, um senhor jogador. Ele disse que está engasgado com o Flu. É clássico, ninguém vai jogar um amistoso. Independentemente das escalações, é Flu x Botafogo. Vamos tentar manter o que tem acontecido até agora, que é não perder clássico. Não sei como eles vão fazer, tenho que me preocupar com o meu time - analisa o técnico tricolor.

EM CLÁSSICOS, MOMENTOS OPOSTOS:

No retrospecto nos clássicos disputados em 2017, o Glorioso - que será o time mandante no jogo - fica para trás. Enquanto os comandados de Abel Braga buscam manter a invencibilidade diante dos rivais do estado nessa temporada, o time de Jair ainda procura o primeiro triunfo nos clássicos do Rio de Janeiro.

Em três jogos contra os rivais, o Botafogo empatou uma vez e perdeu outras duas. Diferente do Fluminense, que venceu duas vezes - Vasco e Botafogo - além de dois empates com o Flamengo, sendo um deles no jogo que garantiu o título da Taça Guanabara, quando o Tricolor acabou vencendo nos pênaltis.

- Daqui a pouco a gente ganha e vocês vão ter que elaborar outra pergunta (risos). Vamos jogar para vencer. Espero voltar para fazer a final e estudar mais o adversário na viagem. Quero acabar com isso - disse o técnico Jair Ventura, no decorrer da semana, em relação a seca do Botafogo nos clássicos em 2017.

IMPROVISO PELA DIREITA:

Para o Clássico Vovô deste domingo, tanto Botafogo quanto Fluminense terão que improvisar na lateral-direita. Enquanto o Glorioso vive uma "maldição" no setor, com as lesões em sequência de Jonas, Marcelo e Marcinho, o Tricolor também não poderá contar com a dupla Lucas/Renato para o clássico.

- Você pode atuar com um jogador fora da posição, mas já joguei com um zagueiro na lateral. Como o Julio dos Santos jogou de zagueiro no Vasco, por exemplo. Acho interessante jogar com três zagueiros e liberar os alas, mas precisa de tempo. É um coisa que eu gosto, mas para agora não - disse Jair Ventura sobre suas possibilidades sem um jogador de ofício pela direita. Do outro lado, Abel também manteve o mistério na sua escalação:

- Lucas e Renato estão fora. Não tenho lateral-direito, é a síndrome dos times do Rio. Flu e Botafogo nessa situação. Se me derem 60% da escalação do Botafogo, eu dou 60% da minha (risos) - completa o técnico tricolor.

Na fase de grupos da Taça Rio, Botafogo e Fluminense se enfrentaram e o Tricolor venceu (Vitor Silva/SSPress)
Na fase de grupos da Taça Rio, Botafogo e Fluminense se enfrentaram e o Tricolor venceu (Vitor Silva/SSPress)
Foto: LANCE!

compartilhe

comente

  • comentários
publicidade
publicidade