0

Autuori elogia quebra de paradigma e coragem da dupla Atletiba em clássico cancelado

Técnico do Furacão afirmou que futebol brasileiro precisa de mais atitudes como essa

19 fev 2017
19h54
  • separator
  • comentários

O clássico entre Atlético-PR e Coritiba neste domingo, às 17h, pela quinta rodada do Campeonato Paranaense, não aconteceu. O duelo foi cancelado por ordem da Federação Paranaense de Futebol(FPF) mesmo com os times em campo.

A entidade alega que o jogo não aconteceu devido ao erro no credenciamento dos profissionais que estavam em campo. Os clubes, entretanto, afirmam que a partida não foi realizada por causa da inédita transmissão feita pelo Youtube.

A dupla Atletiba não fechou os direitos de transmissão com a Rede Paranaense de Comunicação (RPC), filiada da Globo, neste ano. Em 2016, os times receberam R$ 2,2 milhões e recusaram o valor de R$ 1,5 milhão para o Estadual de 2017. As outras dez equipes aceitaram a proposta. A FPF alega que o contrato com a emissora de TV não permite a exibição do confronto.

Autuori pediu para jogadores descerem para o vestiário durante o impasse. (Geraldo Bubniak /AGB)
Autuori pediu para jogadores descerem para o vestiário durante o impasse. (Geraldo Bubniak /AGB)
Foto: Lance!

- Tenho que parabenizar a coragem e a opinião estritamente pessoal. Acho que falta isso no Brasil e no futebol brasileiro, tomada de decisões corajosas em que as instituições são salvaguardadas. Particularmente, eu fico envaidecido de estar em uma instituição como o Clube Atlético Paranaense, pois precisa existir coragem para que a gente possa tomar os rumos dos acontecimentos em virtude da realidade que é o futebol brasileiro hoje. Fico satisfeito, pois é mais uma quebra de paradigma. Isso é fundamental - opinou.

Crítico do modo com a CBF conduz o futebol, principalmente o calendário, Autuori afirmou que o ocorrido é o retrato do esporte no Brasil. Mais calmo, depois, ele até brincou com funcionários do Furacão que vieram de fora do país ao apresentar a dura realidade.

- Essa é a realidade que toma conta do nosso futebol. Até brinquei ali no vestiário, pois temos alguns profissionais de outros países aqui, dos Estados Unidos, Turquia e da Argentina. Eu falei para eles: 'muito prazer, esse é o futebol brasileiro'. Como profissional, essa situação é lamentável. Isso ao mesmo tempo nos dá orgulho para todos aqueles que lutam pela melhora do esporte aqui no país, em ver que existem instituições e pessoas com força, coragem e ideias embasadas em excelência para mudarem os acontecimentos e os rumos do futebol - completou.

Lance!

compartilhe

comente

  • comentários
publicidade
publicidade