PUBLICIDADE

Chapecoense encerra série vitoriosa do Grêmio, e se aproxima do G4

8 jul 2015 21h38
| atualizado às 21h44
ver comentários
Publicidade

A sequência de cinco vitórias consecutivas do Grêmio no Campeonato Brasileiro não foi ampliada na noite desta quarta-feira, o que configuraria em recorde para o Tricolor na era dos pontos corridos. A eficaz Chapecoense mostrou que, de fato, é difícil de ser superada quando atua na Arena Condá ao vencer a equipe gaúcha, por 1 a 0, em jogo válido pela 12ª rodada da competição. Foi, após três derrotas, o primeiro triunfo da Chape na história do Brasileirão contra o Grêmio.

Com o quarto triunfo na Arena Condé em seis jogos, a Chapecoense foi aos 19 pontos, se aproximando do G4. Já o Grêmio, derrotado apenas pela segunda vez em nove jogos com Roger Machado na casamata, segue com 23 e poderá deixar o G4 com o término da rodada. A Chape volta a atuar pelo Campeonato Brasileiro no próximo domingo, quando visitará o Avaí, na Ressacada, a partir das 18h30. Já o Grêmio, um dia antes, receberá o Vasco, na Arena, às 18h30.

INTENSIDADE, MAS NADA DE GOLS NA ETAPA INICIAL

O primeiro tempo foi intenso na Arena Condá. O gramado, em boas condições e molhado graças a chuva, propiciou velocidade. O fato de apenas três faltas terem sido marcadas também colaborou. A Chapecoense, em um 4-3-2-1, teve Camilo e Apodi como principais nomes. Enquanto o lateral-direito atuou praticamente como um ala, tendo liberdade para apoiar o ataque, o camisa 10 ditou o ritmo da Chape.

Já o Grêmio em seu já característico esquema sem centroavante fixo e muita movimentação ofensiva foi quem mais levou perigo na etapa inicial. Para vencer a boa marcação imposta pela Chapecoense no começo do jogo, os comandados de Roger Machado abusaram da proximidade entre o meio e o ataque.

A Chapecoense havia tido boa chance após passe com Apodi, aos 15, mas o Grêmio, com o passar do tempo, foi tomando para si as rédeas do jogo. Luan, de muita movimentação, chegou a driblar três marcadores antes de servir Giuliano. Aos 40, após jogada iniciada pela direita, Pedro Rocha acertou a trave direita. Na sequência, o travessão impediu gol de Maicon.

EFICAZ, CHAPE MARCA E VENCE O GRÊMIO

Com a marcação adiantada, a Chapecoense teve certo controle do jogo logo nos primeiros minutos da etapa final. Controle que só não resultou em gol, pois Marcelo Grohe teve competência e sorte. Apodi, sempre ele, recebeu pela direita e finalizou com força. Após defesaça do camisa 1, a bola bateu em Geromel e, mais uma vez, em Grohe antes de ganhar a linha de fundo. 

O Grêmio, trabalhando a bola com eficácia, foi ganhando terreno e diminuindo a pressão exercida pela Chapecoense. O Tricolor, no entanto, teve dificuldade para transpor a última linha defensiva. Já a Chape foi eficaz. Cobrança de falta com Cleber Santana e gol de Bruno Rangel, que vinha tendo atuação apagadíssima. Sem marcação, ele, de cabeça, não teve dificuldade para vencer Grohe. Roger colocou o Grêmio para frente ao sacar Edinho, mas a marcação da equipe catarinense fez a diferença. Apenas Galhardo, aos 43, levou certo perigo ao gol de Danilo.

FICHA TÉCNICA
CHAPECOENSE 1 X 0 GRÊMIO

Local: Arena Condá, em Chapecó (SC)
Data-hora: 8/7/2015 – 19h30
Árbitro: Flávio Rodrigues Guerra (SP)
Auxiliares: Emerson Augusto de Carvalho (Fifa-SP) e Marcelo Carvalho Van Gasse (Fifa-SP)
Renda/Público: Não divulgados.
Cartões amarelos: Wanderson (CTB); Pedro Rocha (GRE)
Cartões vermelhos: Não houve.

Gol: Bruno Rangel, 32'/2ºT(1-0).

CHAPECOENSE: Danilo; Apodi, Rafael Lima, Neto e Dener; Elicarlos, Bruno Silva, Cleber Santana, Camilo (Maranhão, 23'/2ºT) e Hyoran (Tiago Luís, 23'/2ºT); Bruno Rangel (Wanderson, 42'/2ºT) – Técnico: Vinícius Etrópio.

GRÊMIO: Marcelo Grohe; Galhardo, Geromel, Erazo e Marcelo Oliveira; Edinho (Braian Rodríguez, 35'/2ºT), Maicon, Giuliano e Douglas; Luan (Yuri Mamute, 29'/2ºT) e Pedro Rocha (Fernandinho, 34'/2ºT) – Técnico: Roger Machado.

Lance!
Publicidade
Publicidade