7 eventos ao vivo
Logo do São Paulo
Foto: Marcos Bezerra / Futura Press

São Paulo

São Paulo busca minimizar desgaste no penúltimo treino antes do clássico

Jogadores trabalharam em dois grupos. Aqueles que atuaram mais vezes fizeram atividade que priorizou evitar os efeitos da maratona de jogos, já o restante realizou treino técnico

21 abr 2017
12h26
  • separator
  • comentários

Em atividade fechada para a imprensa no CT da Barra Funda, o elenco do São Paulo trabalhou na manhã desta sexta-feira de olho no duelo de domingo, às 16h, contra o Corinthians, pela segunda partida da semifinal do Paulistão.

Os atletas se apresentaram logo cedo, tomaram café e se dirigiram ao REFFIS, onde foram supervisionados pelos preparadores físicos Zé Mário Campeiz e Pedro Campos em um trabalho de fortalecimento muscular. Em seguida foram ao gramado para o aquecimento e exercícios aeróbios.

Já na segunda parte do treinamento, os são-paulinos foram divididos em dois grupos de jogadores. Em um campo ficaram os atletas que têm atuado com mais frequência. Com eles foi realizado um treino físico-técnico, que procurou minimizar o desgaste causado pela maratona de jogos enfrentada pelo clube em 2017.

Ao mesmo tempo, no campo ao lado, Rogério Ceni comandou um trabalho técnico para o restante do elenco. Na atividade, os jogadores iniciavam a jogada pelo meio, acionavam os laterais e/ou pontas, que faziam a bola chegar aos atacantes. O treinador, como sempre, cobrou intensidade ao grupo e ditou o ritmo do exercício com bola.

Na entrevista coletiva que antecedeu os trabalhos desta sexta-feira no gramado, o polivalente Wesley deu pistas de que o São Paulo deve acelerar o ritmo desde o início, o que vai exigir do físico dos atletas.

- O quanto antes a gente conseguir fazer o primeiro gol é de grande importância, o que é vantagem, já não vai ser mais, as chances podem vir com mais facilidade. Se acontecer o pior tem que estar preparado para conseguir a classificação - avisou.

Para levar decisão para os pênaltis, o Tricolor precisa vencer o clássico por dois gols de diferença, já se quiser decidir no tempo normal, necessita de uma vantagem de três gols ou mais.

LANCE!

compartilhe

comente

  • comentários
publicidade
publicidade