3 eventos ao vivo

Seleção masculina perde na estreia do Mundial de handebol

Brasil não suportou o favoritismo do time da casa e sofreu primeira derrota no torneio. A equipe volta à quadra no sábado, contra a Polônia

11 jan 2017
19h51
atualizado em 12/1/2017 às 08h51
  • separator
  • comentários

Estrear no Mundial de handebol contra a poderosa Seleção da França na Arena de Paris não era tarefa fácil para qualquer equipe do Grupo A. Por azar, esta responsabilidade caiu nas mãos dos brasileiros que, na tarde desta quarta-feira, foi à Arena de Paris, para disputar a única partida da competição neste dia.

Tendo Thiagus Petrus como desfalque, devido a uma lesão no ombro na última partida da Yellow Cup (torneio amistoso usado como preparação para o Mundial), a Seleção Brasileira já sabia que o desafio seria grande e sair com uma vitória, quase impossível.

Lance de ataque da França sobre o Brasil
Lance de ataque da França sobre o Brasil
Foto: Divulgação/IHF

Porém, o compromisso estava marcado e o Brasil foi à luta. Com muitas dificuldades, a amarelinha viu uma França imponente, concentrada e decidida a dar aos 17.500 espectadores um verdadeiro show. Além de um ataque fulminante, o time da casa ainda contou com uma brilhante atuação de seus goleiros. Omeyer terminou o primeiro tempo com 80% de aproveitamento. Seu substituto na segunda metade, Gerrad, manteve o bom desempenho, deixando a defesa francesa com 66% de aproveitamento na partida.

Com muitas dificuldades tanto no ataque quanto na defesa, o Brasil se virou como pôde e conseguiu deixar o placar final de 31 a 16 para a França. Como o placar indica, o time canarinho teve mais dificuldades do que gols. Após um primeiro tempo muito afobado, a Seleção conseguiu distribuir melhor a bola e trabalhar algumas jogadas.

O destaque brasileiro vai para o goleiro Maik, que entrou no segundo tempo e realizou algumas defesas importantes, impedindo um placar ainda mais elástico. O goleiro também foi o responsável por um dos gols brasileiros.

Em busca de um resultado mais favorável, o Brasil enfrenta, neste sábado, a Polônia e, no domingo, o Japão. Petrus deve retornar já no próximo confronto. A França é a atual campeã mundial, tendo conquistado o torneio cinco vezes. Na última edição, no Qatar, o Brasil terminou na última colocação.

compartilhe

comente

  • comentários
publicidade
publicidade