PUBLICIDADE
URGENTE
Saiba como doar qualquer valor para o PIX oficial do Rio Grande do Sul

LANCE!

Técnico da Seleção masculina de ginástica é afastado acusado de assédio sexual

Fernando de Carvalho Lopes também trabalha em clube em São Bernardo e treina o ginasta Diego Hypolito

15 jul 2016 - 14h20
Compartilhar
Exibir comentários

Com um pouco mais de 20 dias para o início dos Jogos Olímpicos do Rio de Janeiro, em 5 de agosto, a Confederação Brasileira de Ginástica (CBG) se vê no meio de uma polêmica. O técnico Fernando de Carvalho Lopes, da Seleção Brasileira masculina de ginástica artística, foi afastado na última sexta-feira, dia 8, de suas funções por conta de uma acusação de assédio sexual. As informações são do jornal Folha de S. Paulo.


                        
                        
                    Fernando de Carvalho Lopes foi afastado da Seleção Brasileira masculina (Foto: Divulgação/CBG)
Fernando de Carvalho Lopes foi afastado da Seleção Brasileira masculina (Foto: Divulgação/CBG)
Foto: Lance!

O treinador foi acusado pelos pais de um atleta, que tem menos de 18 anos, e era treinado por ele. O Ministério Público do Estado de São Paulo instalou um procedimento contra Lopes para investigar o caso, que tramita em segredo de Justiça em São Bernardo do Campo (SP).

O técnico nega as acusações e garante ainda não ter sido chamado para prestar qualquer esclarecimento. Ele mostrou um certo incômodo por seu afastamento da Seleção.

-Estou aguardando um posicionamento legal. Até agora, foi só fofoca. Vivemos um momento olímpico, em que interesses falam mais alto, acima de tudo - disse o treinador.

Lopes, de 38 anos, também foi afastado de seu clube, o ADC São Bernardo. Ele trabalhava no local há aproximadamente dez anos no desenvolvimento de projetos em parceria com a prefeitura, mas segundo a Secretaria de Espotes da cidade a decisão foi tomada por conta da atitude em "desacordo com a política de esporte do município".

Em São Bernardo, o treinador era responsável pelo treinamento de Diego Hypolito, titular da Seleção Brasileira para os Jogos Olímpicos do Rio, e Caio Souza, reserva da equipe. Por conta do caso, Hypolito já até começou a treinar com Marcos Goto, técnico de Arthur Zanetti.

Já o coordenador da Seleção masculina, Leonardo Finco, afirmou que o Comitê Olímpico do Brasil está ciente de toda a situação. Segundo ele, o técnico foi afastado para proteger todos os envolvidos.

Lance!
Compartilhar
Publicidade
Publicidade