0

Blatter diz que Suárez errou e tinha antecedentes

27 jun 2014
22h11
atualizado às 22h32
  • separator
  • comentários

O presidente da Fifa, Joseph Blatter, assinalou nesta sexta-feira que o atacante Luis Suárez não agiu corretamente ao morder um adversário e tinha antecedentes, o que motivou uma sanção severa.

<p>Presidente da Fifa tamb&eacute;m disse que Fan Fests atra&iacute;ram mais pessoas do que manifesta&ccedil;&otilde;es</p>
Presidente da Fifa também disse que Fan Fests atraíram mais pessoas do que manifestações
Foto: Joedson Alves / Reuters

"Luto pelo jogo limpo dentro e fora de campo, mas especialmente durante o jogo, e o que ele fez não é correto", assinalou Blatter em um vídeo publicado no site da Fifa.

A Fifa suspendeu Suárez por nove partidas oficiais com a seleção por morder o zagueiro italiano Giorgio Chiellini durante o jogo entre Uruguai e Itália (1 a 0), pelo Grupo D do Mundial. A pena inclui ainda um afastamento de quatro meses de atividades ligadas ao futebol, além de uma multa de 112 mil dólares.

Quer acompanhar as notícias e jogos da sua seleção? Baixe nosso app. #TerraFutebol

"A decisão foi adotada por um comitê de sete juízes e não há nada a comentar. Aparentemente, eles decidiram levando em conta os antecedentes deste jogador, que já foi suspenso pela mesma coisa. Não posso dizer se a sanção foi excessiva, apenas que os juízes são independentes", declarou.

Suárez já havia sido suspenso por 10 partidas em abril do ano passado, quando mordeu o sérvio Branislav Ivanovic durante uma partida entre Liverpool e Chelsea. Em 2010, quando era jogador do Ajax de Amsterdã, foi punido com sete partidas após uma mordida no jogador Otman Bakkal, do PSV Eindhoven.

Blatter aproveitou a mensagem para agradecer ao povo brasileiro "por aceitar" a Copa de 2014, e comemorou o fato de que as pessoas "passem mais tempo nas Fan Fests do que nas manifestações" contra o Mundial.

"Disse que quando começasse (a Copa), o futebol conquistaria o país e observamos após 48 partidas que o povo do Brasil está com o futebol e não nas ruas, passando mais tempo nas Fan Fests do que nas manifestações. Tenho que agradecer o povo do Brasil por aceitar este Mundial", afirmou o dirigente.

Sobre o nível do futebol jogado até o momento no Mundial do Brasil, Blatter destacou que é algo "excepcional". "O que mudou é que nas primeiras partidas todo mundo queria ganhar. Vimos um futebol de emoção e paixão", concluiu.

AFP Todos os direitos de reprodução e representação reservados. 

compartilhe

comente

  • comentários
publicidade