1 evento ao vivo

Uruguai exibe vestiário com uniforme do suspenso Suárez

28 jun 2014
14h06
atualizado às 14h26
  • separator
  • comentários

Luis Suárez foi proibido de frequentar qualquer estádio da Fifa pelos próximos quatro meses e praticamente expulso da delegação uruguaia que disputa a Copa do Mundo no Brasil. Entretanto, o espírito do atacante segue muito vivo no vestiário da seleção celeste. Pelo menos representado pelo seu uniforme.

Foto: Twitter / Reprodução

Quer acompanhar as notícias e jogos da sua seleção? Baixe nosso app. #TerraFutebol

Neste sábado, o Uruguai encara a Colômbia, às 17h (de Brasília), no Maracanã, pelas oitavas de final do Mundial, e a vestimenta do camisa 9 foi deixada pronta no vestiário, como se ele fosse entrar em campo para brigar por uma vaga nas quartas de final do torneio.

A Associação Uruguaia de Futebol postou uma foto em sua página no Instagram na qual ressalta que Suárez segue com seu lugar intacto na seleção uruguaia. Nela, é possível ver, além da camisa 9, a chuteira, o chinelo e a toalha do atacante, como se ele fosse, de fato, entrar em campo com os seus companheiros para enfrentar a Colômbia neste sábado.

“Vestiário do Uruguai no Maracanã. E o lugar de Luis Suárez intacto. ¡Vamos Uruguai!”, escreveu o administrador da página da entidade que comanda o futebol celeste. Rapidamente, a imagem ganhou inúmeros comentários de torcedores uruguaios e fãs do atacante. “Divino!!!!”, escreveu um usuário do microblog. “Que lindo gesto!!!!”, acrescentou outro.

 

Luis Suárez recebeu a punição mais pesada da história das Copas do Mundo na última quinta-feira. Após ter mordido o zagueiro Chiellini no segundo tempo do duelo contra a Itália, em Natal, válido pela 3ª rodada da fase de grupos, o jogador pegou um gancho de nove jogos oficiais da seleção uruguaia e foi proibido de comparecer a qualquer atividade relacionada ao futebol nos próximos quatro meses. Além disto, teve a sua credencial cassada e foi retirado escoltado da delegação uruguaia na sexta-feira.

Ele retornou ao Uruguai na manhã de sexta-feira. Depois, na parte da tarde, acenou para as pessoas que o observavam  na varanda de sua casa em Montevidéu. Também na sexta, Chiellini, vítima da mordida de Suárez, usou as redes sociais para declarar que achou “excessiva” e “alienante” a punição decretada pela Fifa ao atacante.

Fonte: Terra

compartilhe

comente

  • comentários
publicidade