5 eventos ao vivo

Eric Takabatake inicia o ano com medalha de bronze em Portugal

4 fev 2017
11h41
atualizado às 13h23
  • separator
  • 0
  • comentários

O judô brasileiro iniciou mais um ciclo olímpico neste sábado. Encarando como competição preparatória para o Grand Slam de Paris, Sarah Menezes e Érika Miranda não tiveram um bom dia no Aberto de Sófia, na Bulgária e acabaram se despedindo sem medalhas. Já Eric Takabatake representou bem a seleção masculina no Aberto de Odivelas, em Portugal, e, apesar de não vencer a semifinal, acabou vencendo Vincent Limare na disputa pela medalha de bronze antes de partir para a França.

Competindo na categoria até 60kg, Eric começou sua jornada rumou à conquista de uma medalha em Portugal contra o espanhol Joaquin Gomis, que sofreu um wazari e foi eliminado. Nas quartas de final o brasileiro também não deu chances para o belga Jorre Verstraeten, finalizando a luta com um ippon logo aos 40 segundos. Já na semifinal, Eric enfrentou outro espanhol, Francisco Garrigos, que forçou o golden score e bateu o brasileiro nas punições, levando uma a menos (2 a 1).

Na disputa pela medalha de bronze Takabatake se recompôs para encarar o francês Vincent Limare. Aplicando três wazaris durante o duelo, o brasileiro se manteve firme no tatame para não der brechas ao rival e garantir um importante lugar no pódio em Portugal antes de embarcar para Paris, onde disputará o primeiro Grand Slam do ano.

No feminino, competindo pela primeira vez no meio-leve, Sarah Menezes começou bem as disputas na Bulgária e venceu a alemã Mirian Schneider na primeira rodada. A campeã olímpica em Londres 2012 foi para o golden score contra a rival após empate no tempo regulamentar com duas punições para cada lado. No período decisivo ela conseguiu aplicar um wazari, o suficiente para garantir a classificação.

Já nas oitavas de final Sarah Menezes não teve o mesmo desempenho da rodada anterior e acabou se despedindo do Aberto de Sófia, na Bulgária. Enfrentando a kosovar Distira Krasniqi, número 15 do ranking mundial, a brasileira foi punida três vezes. Pelo fato da competição já estar seguindo o novo regulamento, a estreante no meio-leve acabou eliminada.

Quem também não esteve em um bom dia foi Érika Miranda. Estreando logo nas oitavas pelo fato de ser cabeça de chave número um do torneio, a brasileira entrou em ação contra a japonesa Rina Tatsukawa, bronze no Grand Slam de Tóquio. Empatadas com uma punição, ambas tomaram bastante precaução durante o duelo, no entanto, Tatsukawa conseguiu um ippon a dois minutos do fim para avançar.

O Brasil volta a competir no Aberto de Odivelas, em Portugal, com mais três judocas neste domingo. Victor Penalber (81kg), Luciano Corrêa (100kg) e Rafael Buzacarini (100kg) entrarão em ação antes de embarcarem para Paris para o primeiro Grand Slam do ano. Além desses judocas, o Brasil também contará na França com Larissa Farias (48kg), Rafaela Silva (57kg), Yanka Pascoalino (63kg), Maria Portela (70kg), Maria Suelen Altheman (+79kg), Daniel Cargnin (66kg), Eduardo Yudy Santos (81kg), David Moura (+100kg) e Rafael Silva (+100kg).

Gazeta Esportiva Gazeta Esportiva
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade