0

Justiça paralisa ação contra Valentino Rossi por incidente em Valência

29 dez 2016
12h33
  • separator
  • comentários

A Justiça da Espanha decretou nesta quinta-feira a interrupção do processo aberto contra o italiano Valentino Rossi, aberto por uma mulher que alega ter sido agredida pelo piloto em novembro deste ano, durante o Grande Prêmio da Comunidade Valenciana de MotoGP.

De acordo com decisão tomada no Juizado de Instrução número 3 do município de Requena, a causa foi paralisada por causa da falta de especificação da violência que teria sido sofrida, ou seja, se gouve um tapa, soco ou empurrão, assim como não consta as palavras que foram proferidas pelo acusado.

A juíza responsável pelo caso, considerou para interromper o processo, que não foi justificada devidamente a configuração de crime, já que, "na redação dos fatos denunciados, não se indica atos que possam constituir em ilícito penal".

A agressão que a mulher denunciou teria acontecido durante um dos treinos para o GP da Comunidade Valenciana, no mês passado. A suposta vítima alegou que estava tirando fotos com um celular na área dos boxes, enquanto o piloto conduzia uma moto de pequena cilindrada.

À Agência Efe, a mulher, que preferiu não se identificar, afirmou que Rossi não se desculpou pelo ocorrido e tentou detalhar os fatos que a fizeram entrar com processo contra o piloto.

"Quanto vi que alguém me empurrava e me dei conta que era Rossi, pensei que tinha sido sem querer. No dia seguinte, quando vi o vídeo, fiquei louca, porque ele tinha me dado um tapa e uma cotovelada, além disso, disse algo que não entendi. Também vi que tinha feito tudo de propósito", explicou.

EFE   

compartilhe

comente

  • comentários
publicidade
publicidade