2 eventos ao vivo

Márquez encara 1ª prova pós-título e Rossi volta a circuito de chute polêmico

19 out 2016
13h13
  • separator
  • comentários

O espanhol Marc Márquez, da Honda, vai para a pista neste fim de semana pela primeira vez após conquistar o título da temporada 2016 da MotoGP, na disputa do Grande Prêmio da Austrália, que acontecerá no circuito de Philip Island.

O dono da moto número 93 ergueu o terceiro troféu da principal categoria do planeta em duas rodas, ao vencer prova disputada no último fim de semana no Japão. O vencedor das edições de 2013 e 2014 contou com quedas do italiano Valentino Rossi e do compatriota Jorge Lorenzo, ambos da Yamaha.

O conquista matematica do título veio porque Márquez chegou aos 273 pontos, enquanto os concorrentes, que não completaram a corrida realizada em Motegi, estacionaram nos 196 pontos, no caso do "Doutor", e 182 pontos, no caso do campeão da categoria no ano passado.

Rossi e Lorenzo, agora, só têm o vice-campeonato como possibilidade, o que pode aumentar ainda mais a animosidade envolvendo os dois companheiros, que se tornou evidente, justamente, em Phillip Island, na temporada passada.

Na ocasião, os dois disputavam o troféu com Márquez, e o italiano derrubou o piloto da Honda com um chute, o que acabou gerou punição que o afastou do título. Na etapa final, no GP da Comunidade Valenciana, o então bicampeão ajudou, com o também espanhol Dani Pedrosa, da Honda, a "escoltar" o compatriota rumo à vitória que valeu a conquista da temporada.

Neste anos, os dois titulares da Yamaha discutiram asperamente na entrevista coletiva concedida após o Grande Prêmio de San Marino, após uma ultrapassagem de Rossi sobre Lorenzo.

No Grande Prêmio da Austrália deste ano, Dani Pedrosa não alinhará no grid de largada, por causa de lesão. O substituto será o campeão mundial de 2006, o americano Nicky Hayden, que disputou o GP de Aragão, na Espanha, pela Marc VDS, substituindo o australiano Jack Miller, também por causa de problema físico.

Das três categorias, duas já chegam com campeão definido ao circuito de Phillip Island. A outra é a Moto3, em que o sul-africano Brad Binder, da Red Bull KTM Ajo, assegurou o troféu há duas etapas. Hoje, o piloto tem 105 pontos de frente para o italiano Enea Bastianini, da Gresini Honda.

A briga está aberta é na Moto2, mas o francês Johann Zarco, da Ajo Kalex, deu passo importante rumo ao título no Japão, ao chegar em segundo e alcançar os 222 pontos, contra 201 do espanhol Álex Rins, da Pons Kalex, que foi apenas o 20º colocado.

Um dos destaques da reta final da temporada na categoria é o ítalo-brasileiro Franco Morbidelli, da Marc VDS Kalex, que subiu ao pódio quatro vezes nas oito provas mais recentes, com direito a terceiro lugar em Aragão e Japão.

O piloto, que tem mãe brasileiro, ocupa o quinto lugar na Moto2, com 157 pontos e tem chances reais de terminar a competição em terceiro.

EFE   

compartilhe

comente

  • comentários
publicidade
publicidade