1 evento ao vivo

Kleina agradece apoio após a queda e avisa que irá abdicar de férias

24 nov 2012
05h04
atualizado às 13h19
  • separator
  • 0
  • comentários
  • separator

Rebaixado com o Palmeiras, o técnico Gilson Kleina mostrou-se grato pelo apoio que recebeu de torcedores do clube, após o jogo com o Flamengo, no último domingo. Depois do carinho mostrado pelos palmeirenses, o comandante avisou que irá abdicar de suas férias para iniciar o trabalho de 2013.

Gilson Kleina tem contrato com o Palmeiras até o fim da próxima temporada
Gilson Kleina tem contrato com o Palmeiras até o fim da próxima temporada
Foto: Cristiano Andujar/Agif / Gazeta Press

» Palmeiras 2002 ou Palmeiras 2012? Qual o menos pior entre os times rebaixados?

A ideia do treinador é começar a planejar, também, a logística de sua equipe para o próximo ano. Houve o contato e convite de Sérgio Malucelli para que o clube faça a pré-temporada em Londrina. A ida para o sul do País ainda não foi estudada a fundo pela comissão técnica, que planeja ver jogadores das categorias de base.

"Vou abdicar de minhas férias em nome do Palmeiras. Quero organizar minhas convicções e na eleição, quem ganhar, vale a decisão. Mas para mim é energia total até o fim do contrato. Não é contratação ou saída de jogadores, é importante estar junto, quero prosseguir com o (César) Sampaio na renovação, planejamento, ver sub-20, Copa São Paulo. Preciso desenvolver a pré-temporada, ver a situação de cada jogador, fazer reuniões. Você tem que estar bem organizado", disse o treinador, citando o gerente de futebol do clube. 

Antes de sua entrevista na Academia de Futebol, Kleina fez questão de falar da relação com os torcedores. "Estou tendo acesso às redes sociais, e mostra que o amor do Palmeiras é muito maior do que a dor. Quero agradecer a mobilização, acho uma atitude comovente retornar para casa, o Pacaembu, e ver que na situação mais difícil que nos encontramos, o apoio incondicional do torcedor. Vi a grandeza dessa torcida", elogiou.

Embora tenha contrato até o final de 2013 com o Palmeiras, o futuro do técnico passa pelas eleições presidenciais, que acontecem em janeiro. Apesar da incerteza sobre quem assumirá o clube, são boas as chances de que Kleina continue, já que Wlademir Pescarmona e Décio Perin, dois dos pré-candidatos, falaram bem do atual treinador e não consideraram a possibilidade de trocar o comando.

Sem vencer há três partidas, Kleina avisou que fará mudanças no elenco para 2013. Em um ano no qual disputará o Campeonato Paulista, Copa do Brasil, Libertadores e a Série B do Brasileiro, Gilson quer antecipar os preparativos, visando a resultados também mais rápidos na equipe alviverde, que, apesar do rebaixamento, não quer abdicar do torneio continental.

"Para você ter resultado, tem de ter um início de trabalho, não pode achar que é só colocar equipe em campo. Grandes equipes iniciaram projeto, reestruturação, e é o que tem que acontecer dentro do Palmeiras. Resultados e conquistas vêm em cima do que você vai planejar", discursou o treinador, que deve mandar um time muito mudado à campo no domingo, para enfrentar o também já rebaixado Atlético-GO.

 

Baixe gratuitamente o aplicativo Sigo meu Time e acompanhe seu time do coração

Gazeta Esportiva Gazeta Esportiva
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade