1 evento ao vivo

Sem rodagem, Seleção pega pela 1ª vez rival expert em Copas

8 jul 2014
11h06
  • separator
  • 0
  • comentários

Depois do tropeço nas quartas de final da Copa do Mundo de 2010, a Seleção Brasileira fez uma grande renovação e o resultado foi que chegou ao Mundial no Brasil com apenas seis jogadores dos 23 do elenco com participações em outras edições da competição. Se parar para analisar o time titular que enfrentou a Colômbia, nas quartas de final, foram apenas quatro titulares com bagagem de disputa do torneio: o goleiro Júlio César, o lateral Maicon, o zagueiro Thiago Silva e o centroavante Fred.

<p>Técnico Joachim Löw tem a base formada da equipe da Alemanha desde a Eurocopa de 2008</p>
Técnico Joachim Löw tem a base formada da equipe da Alemanha desde a Eurocopa de 2008
Foto: Kai Pfaffenbach / Reuters

Quer acompanhar as notícias e jogos da sua seleção? Baixe nosso app. #TerraFutebol

Desses, apenas Júlio César e Maicon foram titulares na Copa do Mundo de 2010. Até agora, a equipe dirigida pelo técnico Luiz Felipe Scolari tinha encarado seleções times sem grande experiência em fases decisivas de Mundial, um perfil parecido com seu time. Porém, contra a Alemanha, na semifinal que será disputada nesta terça-feira, no Estádio do Mineirão, a situação será bem diferente.

<p>Miroslav Klose é o jogador mais experiente da equipe da Alemanha, com participação em quatro edições de Copas do Mundo</p>
Miroslav Klose é o jogador mais experiente da equipe da Alemanha, com participação em quatro edições de Copas do Mundo
Foto: Ricardo Moraes / Reuters

Ao todo, a equipe europeia possui 11 jogadores que disputaram a Copa do Mundo de 2010 e terminaram em terceiro lugar. Se analisarmos a partida diante da França, última antes do confronto contra o Brasil, os alemães começaram a partida com oito jogadores que constantemente eram titulares na edição passada do Mundial: o goleiro Neuer, o lateral Lahm, o zagueiro Boateng, os meio-campistas Khedira, Schweinsteiger e Ozil, além dos atacantes Muller e Klose.

Além destes oito, Tony Kroos, que foi titular contra os franceses, também estava no grupo de 2010. Dos jogadores citados acima, três ainda foram titulares absolutos em 2006: Lahm, Schweinsteiger e Klose. Muito da explicação dessa continuidade pode ser analisada por quem senta no banco de reservas e comanda a seleção alemã.

O treinador Joachim Löw trabalha dentro da equipe desde a preparação para o Mundial de 2006, disputado exatamente na Alemanha. Ele era auxiliar técnico de Jurgen Klinsmann na ocasião. Em 2010, já como principal comandante da equipe, Löw encantou o mundo com um time que marcava muitos gols na África do Sul, como na surpreendente goleada contra a Argentina, por 4 a 0, nas quartas de final.

"A Alemanha mostra equilíbrio em todos setores. As imagens que temos da seleção alemã é de uma equipe muito equilibrada, tem um plano de jogo bom, não se pode pensar em uma situação de tranquilidade. Ele vêm há seis anos se organizando para essa Copa. Tem bom equilibrio, balanço bom, trabalho de equipe. A sequência de trabalho está dando resultado", declarou o técnico Luiz Felipe Scolari, ressaltando a experiência dos alemães.

Se tem um ponto positivo para o Brasil é o retrospecto deste experiente time alemão. Nas duas últimas edições da Copa do Mundo, a Alemanha parou exatamente na fase semifinal. Em ambas as vezes, acabou perdendo para a equipe que se sagrou campeã (Itália, em 2006, e Espanha, em 2010) e depois conquistou o terceiro lugar nos dois Mundiais.

Para o técnico Joachim Löw, essa experiência ajuda o time a saber como se portar em uma partida semifinal, mas não é decisiva. "Todo jogo é diferente, tem uma forma diferente de funcionar. Todos jogos têm de ser jogados individualmente. A semifinal tem sua propria dinâmica, não podemos prever o resultado. Cada um vai fazer o seu jogo, ambos os times tem a motivação de chegar à final. Para nós é um grande desafio por jogar coontra o país-sede. Nós temos a experiência dos anos anteriores, mas todos jogos podem ser jogados de forma diferente, analisado de forma diferente", afirmou o treinador alemão. Em poucas horas, será respondido quem levará a melhor: a experiência alemã ou a juventude da Seleção Brasileira.

Confira os jogadores da Alemanha que já participaram de outras edições da Copa do Mundo:

Jogador Posição Edições de Copa do Mundo
Manuel Neuer Goleiro 2010
Philipp Lahm Lateral direito/volante 2006 e 2010
Per Mertesacker Zagueiro 2006 e 2010
Jerome Boateng Zagueiro 2010
Sami Khedira Meio-campista 2010
Bastian Schweinsteiger Meio-campista 2006 e 2010
Tony Kroos Meio-campista 2010
Mezut Ozil Meio-campista 2010
Thomas Muller Atacante 2010
Miroslav Klose Atacante 2002, 2006 e 2010
Lukas Podolski Atacante 2006 e 2010


 

Fonte: Terra
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade